Hiroshi Bogéa On line

Sem medo de ser feliz

Coerente com sua idéias e posições políticas, Jackson Lago tão logo assumiu o governo, cumpriu seu primeiro compromisso de campanha ao instalar em Imperatriz a Secretaria de Estado Extraordinária de Desenvolvimento do Sul do Maranhão (Seedesma), entregando-a a Fernando Antunes, conceituado empresário da cidade e presidente do Comitê Central Pró-criação do novo Estado. Função da nova secretaria criada pelo governador? Estimular o desenvolvimento regional.
Esta semana, Jackson Lago festejou a aprovação do projeto de decreto legislativo 02/2007 de Edison Lobão com a seguinte frase: “Acredito que Fernando Antunes vá trabalhar intensamente, como representante do governo do estado, para o sucesso do plebiscito”.
Lá no Maranhão, a turma que mora na capital não tem medo de largar o osso. E passar fome.

Post de 

6 Comentários

  1. Anonymous

    17 de março de 2007 - 22:46 - 22:46
    Reply

    Lá no Maranhão vai sair porque tem políticos de garra e determinação. Aqui só tem oportunistas. Só falam no assunto perto das eleições. Depois tudo acaba. Vergonha.
    Crecêncio Lima

  2. Anonymous

    17 de março de 2007 - 19:19 - 19:19
    Reply

    O governo do Estado com seus parasitas de Belem só sabem perseguir os sul paraenses. Agora mesmo diversos orgãos do Estado ameaçam fechar as siderúrgicas de arabá que empregam mais de 3 mil pesssoas. Abaixo essa turma. Viva O Estado de Carajás!

  3. Anonymous

    17 de março de 2007 - 18:09 - 18:09
    Reply

    Eu acho que se a turma do Oeste se aliar a furma do Sul não tem pra ninguem. Todos unidos pela nossa librdade e desenvolvimento total.
    Joao Miranda – Novo Repartimento

  4. Anonymous

    17 de março de 2007 - 17:10 - 17:10
    Reply

    Carajás Já, enquanto o povo da região não radicaliza. Se demorar muito, político de Belém não poderá mais andar por nossos municípios porque será vaiado e expulso daqui.

  5. Anonymous

    17 de março de 2007 - 15:18 - 15:18
    Reply

    Lá no Maranhão o novo estado vai surgir porque os políticos e os empresários de uniram em grandes campanhas por todo o Estado. Aqui na região Sul a questão Carajás só aparece em época de eleição.
    Anônimo

  6. Anonymous

    17 de março de 2007 - 15:09 - 15:09
    Reply

    Os políticos de Belém tem medo de perder a mamata que o Sul do Pará concede a eles. Não so pos políticos mas jornalistas, empresários e outras autoridades acostumados e viver do bem-bom da capital às custas de nosso suor e de nossas riquezas.
    Maria Aparecida Lima
    Educadora

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *