Selvageria guseira 2

Publicado em 15 de novembro de 2006

Apenas para exemplificar com fatos reais a origem selvagem dos investidores do setor guseiro, as primeiras usinas instaladas em Marabá, através de seus administradores pioneiros, funcionavam como se o município fosse casa da Mãe Joana. Os cara-pálidas desrespeitavam as regras mais simples da boa convivência, aplicavam golpes no comércio, desviavam recursos de financiamentos obtidos em órgãos governamentais para empreendimentos seus no Sul Maravilha, e, raramente, sabiam que os dois rios a cortar a cidade se chamam Tocantins e Itacaiúnas – já que desembarcavam no aeroporto no início da noite e antes do amanhecer zarpavam de volta às suas origens.
Diante de tantas mazelas cometidas, a cidadania do Sul do Pará passou a ver os donos de guseiras como autênticos picaretas.