Hiroshi Bogéa On line

Segurança contra suicídio no mirante da hidrelétrica

 

O sinal vermelho foi aceso quando o jovem Denilson Pereira da Silva, 22 anos, morador de Breu Branco,tentou o suicídio ameaçando jogar-se  do mirante das comportas da Usina Hidrelétrica de Tucuruí, no início deste mês de março, em Tucuruí.

Executivos da hidrelétrica estudam meios de ampliar o controle na área próxima ao mirante, sem prejudicar a liberdade de ir e vir da população do município, objetivando acabar de vez com o uso do espaço por pessoas com problemas de depressão.

Ainda não há esboço elaborado para o plano de controle do mirante, mas a tendência é de que seja utilizado sistema de monitoramento capaz de acionar, em questão de minutos, equipe de varredura da área.

Denilson da Silva, á época da tentativa de suicídio, ameaçou se jogar das comportas da usina, alegando desespero diante do rompimento de relação com a amante, casada, cujo marido teria descoberto a traição. Utilizando uma faca, o rapaz fazia gestos de que iria cortar os pulsos, para jogar-se, em seguida, nas águas do Tocantins.

Por um período de quase cinco  horas, Denilson dependurou-se  nas comportas até ser demovido por militares da Polícia Militar da idéia macabra.

Antes de se entregar aos policiais, Silva exigiu no local a presença da amante, de familiares e  imprensa.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *