Segup garante que ameaça de greve de policiais não trará prejuízos à população

Publicado em 21 de novembro de 2013

 

Informa o  G1:

 

O secretário de segurança pública do Pará, Luiz Fernandes, afirmou nesta quarta-feira (20)  que a ameaça de greve da Polícia Civil não tratá prejuízos para a população.

A categoria estaria programando paralisar as atividades a partir da próxima terça-feira (26). Porém, segundo o secretário, apenas escrivães e investigadores suspenderiam suas atividades.

Sobre as reivindicações dos policiais, Fernandes informou que as negociações já vem sendo feitas há algum tempo, e que a reclamação de falta de condições de trabalho não é válida.

“Recentemente inauguramos várias unidades, e ainda vamos inaugurar outras essa semana. São 72 unidades integradas em todo o estado do Pará, fora a reforma de mais de 50 delegacias de polícia. Além disso, veículos novos foram distribuídos para todo o estado do Pará, coletes e armas. Então não tem motivo nenhum para se falar de condições de trabalho”, argumentou.

Entretanto, apesar de negar que falte estrutura adequada para o exercício das atividades policiais, o secretário admitiu que ainda há problemas a serem resolvidos. “Agora, quais são as nossas dificuldades? De pessoal. E isso é verdadeiro. E é por isso que os concursos estão sendo feitos. Eu espero que no ano que vem a gente já consiga superar, pelo menos em parte, este problema”, afirmou.

O Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Pará (Sindpol) informou que uma nova assembleia da categoria, para discutir a possível greve, deve ser realizada nesta sexta-feira (22).