Sedect esclarece

Assessoria de Comunicação da Sedect responde a comentarista que revela ter encontrado o Arquivo Público de Marabá fechado, impossibilitando o uso do Infocentro, instalado naquele local, pelo governo do Estado:


Quanto ao funcionamento dos infocentros: é possível verificar e acompanhar o número de acesso aos infocentros (de toda a cidade de Marabá e outros municípios, e de todos os infocentros, individualmente) a partir do seguinte procedimento:

digitar www.navegapara.pa.gov.br; na barra de rolagem acima da primeira página do site, clicar em “infocentros”; escolher, então o município a ser veriricado; e clicar no sobre o infocentro que se deseja ver o funcionamento. Ali, aparecerá um gráfico com o número de acessos, o momento do pico, os momentos em que o acesso é mais baixo.

É possível, inclusive, ver imagem, ao vivo, do funcionamento do infocentro.

No caso do infocentro do arquivo público em Marabá, a Secretaria de Desenvolvimento, Ciência (Sedect), a partir desse procedimento, verificou que, de fato, há um funcionamento atípico, com um volume impressionante de informações no horário do almoço, ao contrário do que se verifica nos demais infocentros, como os da Marituba, perto de Belém.

O funcionamento atípico será verificado, in loco, pelo secretário-adjunto da Sedect, João Weyl, que está em Marabá.

A política geral do Navega Pará é preferencialmente fazer infocentros em cooperação com o terceiro setor, e não com instituições públicas, para garantir, no geral, funcionamento mais regular. Os infocentros são públicos, construídos com dinheiro público, geridos com a ajuda da comunidade, e todo cidadão pode, e deve, tanto denunciar irregularidades, como fazer sugestões para a melhoria dos serviços.

Atenciosamente,

Edson Coelho de Oliveira, assessor de comunicação da Sedect.