Hiroshi Bogéa On line

Secult divulga Selo do Centenário de Marabá

 

 

LOGO DO CENTENÁRIO DE MARABÁ (1)

 

Leizo Alisson, marabaense de 30 anos e estudante de Administração com ênfase em Marketing, foi o grande vencedor do concurso promovido pela Prefeitura de Marabá para a escolha do Selo do Centenário.

Organizado pela Secretaria Municipal de Cultura, o certame atraiu dezenas de artistas gráficos da cidade que enviaram as mais diferentes propostas.

Segundo os organizadores, o concurso foi de alto nível técnico, mas acabou sendo escolhida a arte que conceitualmente reflete de forma mais completa o espírito do Centenário.

Leizo Alisson (foto abaixo) , que pela primeira vez participou de um concurso desta natureza, afirmou que buscou inspiração na história de Marabá, fazendo referência ao primeiro grande ciclo de desenvolvimento com a extração do caucho, e ao encontro de rios e culturas diversas que caracterizam a formação da cidade.

O resultado do trabalho de Leizo agora poderá ser conferido por todos os marabaenses e integrará as publicações oficiais da Prefeitura de Marabá, referentes ao Centenário.

Leizo Allisson

Post de 

12 Comentários

  1. Ricardo

    9 de março de 2013 - 11:30 - 11:30
    Reply

    Escolha lamentável. Parece uma proposta de aluno do ensino fundamental. O pior é que nos meus mais de trinta anos de atuação profissional na área de Comunicação, já assisti a dezenas de equívocos dessa natureza. Esses certames, sem um edital muito bem elaborado, e divulgado, acaba por obrigar a todos a conviver por muitos e muitos anos, com um selo amador como esse. Embora, a Prefeitura de Marabá não seja obrigada a adotá-lo!!!!
    Mas, daqui a cem anos, poderemos consertar isso.

  2. Participante

    8 de março de 2013 - 15:18 - 15:18
    Reply

    Boa ideias não precisam ser explicadas, e essa logo além de muito feia visualmente trás consigo um conceito que jamais seria entendido sem a explicação do desenvolvedor. Péssima escolha!

  3. Jorge Antony F. Siqueira

    8 de março de 2013 - 08:23 - 8:23
    Reply

    Nem doce nem salgado, simplesmente amorfo o selo do centenario marabaense. Enfim, parece que foi o menos pior dos inscritos. 08.03.13, Mba.-PA.

  4. JvMarabá

    7 de março de 2013 - 18:40 - 18:40
    Reply

    Cheguei em Marabá em 1949, setembro já existia festa comemorativa do aniversario desta cidade que me acolheu . Dia 5 de abril era dia de festa… .Eu não vejo como vão aceitar fazer um selo sem esta data.. .Lembrando ainda que é a primeira obra de João Salame… embora sendo um pequeno selo representará Marabá por muitos anos…

  5. Jackson Macedo

    7 de março de 2013 - 17:07 - 17:07
    Reply

    A idéia é bastante original é muito criativa, porém, na pratica poderia ser melhor aproveitada. Vale ressaltar que é um belo trabalho.

  6. Alex Azevedo

    7 de março de 2013 - 11:50 - 11:50
    Reply

    Não entendi nada….acho que Marabá tem ótimos profissionais no ramo que escreveram logos muito mais bonitas e com um conceito bem melhor…creio que os julgadores do concurso foram serenos para com a população e não deram a mínima para o que tal selo representaria, por isso fizeram dessa escolha um motivo de galhofa para nosso vizinhos e de desgosto para os habitantes desta cidade.

  7. JvMarabá

    7 de março de 2013 - 11:20 - 11:20
    Reply

    O que chegou a ganhar e os 3 que foram mostrados são dezenhos abistratos , as pessoas que julgaram não conhece o valor do dia 5 de abril do ano 2013 . Estas datas teriam que fazer parte do selo para ele se torna real por mais de 100 anos. As pessoas que julgaram são ABISTRATAS.

  8. Anônimo

    7 de março de 2013 - 09:53 - 9:53
    Reply

    Também concordo com os comentários acima. Escolheram um selo para o centenário de muito mau gosto. Quando a gente olha não se entende nada. Tudo bem que depois que a “história” dele foi explicada, até que deu para entender, mas sinceramente eu, assim como a maior parte dos meu amigos, não gostamos. Quem foram os responsáveis pela eleição deste selo? Será que não entendem de marketing??

  9. Flávio Lima

    7 de março de 2013 - 08:51 - 8:51
    Reply

    Não quero história e sim uma logo bem visível, graças a Deus não participei se tivesse participado eu estaria mais insatisfeito ainda com essa escolha.

  10. DEA

    7 de março de 2013 - 08:33 - 8:33
    Reply

    Falando sério… Não sei quem foram os Designers que chamaram p julgar as logos, mas esses caras nao tem senso crítico!!…

  11. Hélio

    7 de março de 2013 - 08:30 - 8:30
    Reply

    Achei de muito mal gosto a escolha desse selo, parece muito amador.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *