"Se for homem, bate aqui"

Publicado em 23 de março de 2010

Insuperável em suas aparições públicas lançando factóides, a última do ex-governador Almir Gabriel: batizou o vice-governador do Estado de “bípede anencéfalo”.

Como o próprio Odair Côrrea deve ter dificuldades para compreender tal denominação, requer esclarecer o termo como um monstro, de dois pés, que não tem cérebro.

No tempo de menino, atribuir qualidade negativa dessa magnitude era o mesmo que chamar pro limpo.

Brigar no tapa.

Gabriel perdeu o respeito para si próprio.

———————
atualização às 11:48 (25/03):

Comentarista aceitou o repto, e mandou ver o siginificado das frases usadas no post:

Diante da ocasião de uma provavel contenda(briga)uma das partes,na tentativa de acirrar mais ainda os animos,ou ganhar a parada por antecipação,lançava essa “se for homem bate aqui”,caso o oponente realmente topasse a briga,seu toque c/a mão em um lugar que havia sido pre determinado(podia ser até o corpo do rival)seria a ordem digamos assim,de que haveria um confronto realmente. Aí então,é chegado o momento da “vem pro limpo então !)e os dois brigões escolhiam um lugar “limpo”,onde a cotenda ocorreria,geralmente um círculo,fomado pelos observadores.É isso,cultura Marabaense!
Obrigado, parceiro!