Hiroshi Bogéa On line

Sarney ameaça fechar Rádio Timbira

Notícia do Maranhão dá conta de que José Sarney ameaça tirar a Rádio Timbira do ar.

Explicitamente, o caudilho expõe sua face de déspota, de ditador chinfrim, de tirano camuflado e enlameia ainda mais sua biografia de amigo da censura, de regimes de exceção, conforme suas conexões com os porões da ditatura militar à frente da

(Para os mais jovens, essa Aliança Renovadora Nacional – Arena – era o nome do partido político que dava apoio ao regime militar).

Sarney deve estar com saudades do tempo em que só se lia, via e ouvia o que era publicado em seus órgãos de comunicação, quase sempre mentiras sobre a realidade do país e, principalmente, do Maranhão.

Isso mudou.

O maranhense sabe, hoje, tudo o que acontece no Brasil e nesse Estado, através da Rádio Timbira e das redes sociais.

E porquê Sarney quer tirar a Rádio Timbira do ar?

Porque foi dito que ele recebeu R$ 18 milhões em propina da Transpetro?

Ora, quem disse foi a Polícia Federal e, agora, a Procuradoria Geral da República.

Porque foi dito que Ricardo Murad (genro de Sarney) e companhia desviaram R$ 1 bilhão da Secretaria da Saúde?

Mas também foi a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e a Justiça Federal.quem denunciaram.

Porque noticiamos que Eduardo Braide faz parte de uma tal Máfia de Anajatuba que lesou os cofres públicos de cerca de 40 municípios? Mais uma vez, não fomos nós. A denúncia faz parte de um documento da Polícia Federal amplamente divulgado na última eleição para prefeito de São Luís.

Porque foi mostrado que o senador Edison Lobão (preposto de Sarney)  é, provavelmente, o homem mais denunciado por corrupção em todo o mundo?

Ameaça de fechamento da emissora partiu do estadual Eduardo Braide  (PMN), que atendendo aos interesses do clã Sarney, representou contra a emissora na Procuradoria Regional Eleitoral.

A direção da Rádio Timbiras já está se defendendo.

“Dono de um império midiático, Sarney ameaça em seu jornal retirar a Rádio Timbira do ar apenas por esta ousar informar a população maranhense. Não admite ver a emissora, extinta por Roseana Sarney, reestruturada e fazendo comunicação plural, ética, democrática e cidadã”, desabafou indignado o diretor da Rádio, o jornalista Robson Paz.

“A censura é prática do sarneysmo desde a época da ditadura. Não satisfeitos em sucatear e extinguir a Rádio Timbira, governo Roseana Sarney proibiu a participação de ouvintes, em 2014. Por isso, usam laranjas para tentar calar a voz do povo do Maranhão. Absurdo!”, detonou.

“Incômodo de Sarney e áulicos é porque a Rádio Timbira leva ao conhecimento da população informações de interesse público, que o império midiático de Sarney censura diariamente para tentar manter o povo alienado”, completou Paz.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *