Hiroshi Bogéa On line

São Domingos do Araguaia: professores interditam BR-153

 

Sao Domingos 2

Professores da rede municipal de São Domingos do Araguaia interditaram a BR-153, rodovia que corta a cidade, na manhã desta segunda feira (23).

Os manifestantes queimaram pneus e exibiram faixas cobrando do gestor, Pedro Paraná, o salário referente ao mês de dezembro e o décimo terceiro, que segundo Osmival Araújo, representante do Sintepp, o prefeito afirmou, em reunião, que não será pago.

Em entrevista, Osmival declarou que são duas, as reivindicações dos manifestantes.

“Primeiro é o décimo terceiro salário que ele (prefeito) não pagou e disse, em reunião com a gente, que não iria pagar porque não tinha dinheiro. Do recurso do Fundeb, que chega a mais ou menos treze milhões, já entrou doze milhões e o que a gente tem oficial que foi gasto com folha de pagamento são nove milhões. A  gente questionou a diferença e ele não teve justificativa, apenas disse que não tinha dinheiro. A outra reivindicação é a questão do pagamento em atraso, que vem sempre atrasando.”

Sao Domingos

O representante do Sintepp, Osmival Araújo,  denuncia também que passou a ser ameaçado, desde sábado, bem como recebeu informações de ameaças endereçadas a pessoas que compartilharam, nas redes sociais, dados extraídos do site do FNDE, sobre o repasse de recursos para o setor Educacional do município.

Em contato com o prefeito, Paraná disse que não poderia atender o blog naquele momento, mas entraria em contato assim que possível.

O espaço está aberto para que a prefeitura de manifeste. (Texto e fotos/Eliane Gomes – Direto de São Domingos)

————–

Atualização às 16:25

No início da tarde, os manifestantes liberaram a BR-153, que ficou bloqueada desde as primeiras horas da manhã.

O  engarrafamento de veículos, de ambos os lados da rodovia,  cobriu área de mais de 6 km.

 

Post de 

2 Comentários

  1. silas v. salgado

    24 de dezembro de 2013 - 15:48 - 15:48
    Reply

    Esse ai foi mais cara de pau que todos que ja passaram pelo municipio,confessou ao sintep que gastou o dinheiro arrumando estradas para puxar alunose por isso nao pagaria o decimo terceiro, parece brincadeira, recursos do fundeb?

  2. apinajé

    24 de dezembro de 2013 - 14:04 - 14:04
    Reply

    bons tempos aqueles em que estudei por aí,lembro-me bem da professora Sebastiana,Maroca,Joana Meire,Erenita e também da professora Claudina que dava aula particular.
    tempos em que,professor era respeitado como mestre,hoje além do desrespeito do poder público,tem o desrespeito do próprio aluno,tão pernicioso quanto o primeiro.
    um país que não valoriza os seus mestres jamais chegará a ser uma grande nação.
    Adevaldo souza araújo.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *