Hiroshi Bogéa On line

Salve, comentaristas!

Domingo, passamos dos vinte mil comentários aprovados aqui no blog.


Fizemos levantamento cuidadoso para medir nível e intensidade verborrágica daqueles que tiveram necessidade de mediação.


A média é baixa: 3,8%.


Melhor ainda: dos censurados, 10% foi por agressão animalesca; 25% contendo acusações sem provas e o restante (65%) -, textos de péssima qualidade.


Triste constatar a necessidade de moderar comentários, apesar do baixo índice registrado.


Gostaríamos, imensamente, de não usar desse instrumento de recusa, mas ainda teremos de avançar muito para melhorar a qualidade da interação.


Tem mais: de uns quatro meses pra cá, o poster passou a adotar maior rigidez em seu controle de mediação. Desaforos, agressões, logorréias crônicas, ataques pessoais ao blogueiro, enfim, o contraditório aporcalhado não tem mais vez.


Inda bem esse chiqueiro é minoria.


Agradecimentos e respeito pela participação daqueles que não pisaram na bola.


Ou no verbo.


Um blog é feito por todos, senão seria apenas site de opinião única.


Vamos tornar mais musculosos esses números até o final do ano.

Post de 

4 Comentários

  1. Val-André Mutran

    8 de agosto de 2009 - 04:13 - 4:13
    Reply

    Você está correto Hiroshi.
    Nos Corredores, por exemplo, não tem vez para presepeiros.
    O espaço é para informar e polemizar.
    Descarga para complexados e portadores de esquizofrenia crônica é no Juliano Moreira.
    Pena que este não existe mais.
    Rsssss.

  2. Anonymous

    8 de agosto de 2009 - 00:31 - 0:31
    Reply

    Infelizmente ultimamente não estou tendo muito tempo para os comentários mas eu leio.
    Resolvi segui seus conselhos e cuidar um pouco mais de mim e das pessoas que me amam.

  3. Hiroshi Bogéa

    5 de agosto de 2009 - 13:16 - 13:16
    Reply

    Agradeço Vlad, tê-lo como leitor do blog. Abs

  4. Vladimir Araujo

    5 de agosto de 2009 - 13:04 - 13:04
    Reply

    Eu gosto desse blog!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *