Hiroshi Bogéa On line

Salame partirá para o ataque na área de Saúde

 

 

O blog  não ficará surpreso se, a partir da semana que chega, João Salame destinar o máximo de atenção às ações na Secretaria de Saúde. Ele revelou a pessoa de sua intimidade estar muito preocupado com a falta de recursos para tocar os programas de saúde e fazer os investimentos necessários no Hospital Municipal e no Hospital Materno-Infantil, hoje totalmente sucateados.

O prefeito recebeu relatório que mostra a impossibilidade de sobrar qualquer tipo de recurso para investimento.

O modelo adotado há tempos na Secretaria de Saúde é falido, os altos valores pagos a plantões médicos, o corporativismo, as lutas internas entre servidores, tudo isso engessou a secretaria, deixando, no fim da linha, a população abandonada, sem qualquer tipo de atendimento.

Em poder de um relatório que lhe chegou às mãos, agora Salame deverá partir  para o ataque, “doa a quem doer”.

Vem chumbo grosso por aí.

A conferir.

Post de 

7 Comentários

  1. Quem sabe um dia.....

    28 de janeiro de 2013 - 15:01 - 15:01
    Reply

    Seria muito bom que se partisse da obrigatóriedade de levantar minuciosamente a situação interna da SMS, mesmo que seja difícil a colaboração com informações pelos funcionários;
    Será o caos se mantiverem os vícios e viciados ao longo desses anos;
    Aparentemente está havendo um esforço coletivo para corrigir estas distorções, mas percebo um certo acomodamento:
    1. confiança depositada nestas pessoas (cargos vitalícios),
    2. pouca abertura aos demais.
    3. interesse, e quem sabe tempo, de vasculhar mais a fundo a legislação acerca das ações e serviços, e doc elaborados ao longo desses anos;
    4. são geradas imagens das ações.

    Talvez os primeiros passos estejam sendo tomados, para quebrar estas barreiras e quem sabe construir um fazer novo;

    Mas vejam, nada é feito sem o consentimento ou mesmo omissão dos Secretários. não existem somente alguns responsáveis, mas é um sistema doentio.

    Parabéns àqueles que se arriscam a incomodar… mesmo sabendo que poderão ser punidos ( afinal a corda sempre arrebenta do lado mais fraco)

  2. Antônia Maria

    28 de janeiro de 2013 - 11:12 - 11:12
    Reply

    Hiroshi Bogea

    Tais acusações são sérias e caluniadoras, as pessoas deveriam se identificar, já quem postam tais informações deveriam provar.
    Como vc é uma pessoa séria, e conheço da seriedade das enfermeiras subracitada.Peço respeito pela categoria e não aceito das acusações. Gostaria melhor moderação.Caso contrario nos enfermeiros entraremos, junto ao COFEN solicitar providencias cabiveis e judiaciais.

    • Hiroshi Bogéa

      28 de janeiro de 2013 - 11:29 - 11:29
      Reply

      Antonia Maria, a você cabe o direito de tomar as providências que achar necessárias. Vivemos num estado de direito democrático. O problema não passa por aí, essa questão de “acusações sérias e caluniadoras”. O problema é mais embaixo, exatamente no ponto em que uma reserva de privilégios dentro da área de saúde de Marabá passou a ser questionada. O blog tem consciência de sua importância como instrumento de reprodução do grito popular, e modera os comentários dentro de critérios que levam em conta o respeito às pessoas, às profissões e a honra do cidadão.

  3. Anonimo

    28 de janeiro de 2013 - 09:40 - 9:40
    Reply

    Espero que realente o prefeito se atente quanto a farra de plantões e diárias que as enfermeiras citadas anteriormente faziam… Espero que acabe com os cargos “vitalícios” que existem na SMS.

  4. anonimo

    27 de janeiro de 2013 - 10:36 - 10:36
    Reply

    è verdade mesmo a situação exposta pelo comentarista, quem trabalha nestas ações sabe que o plantão é pago pelas 6 ou 12 h/dia trabalhados enquanto uns ganham enquanto participam efetivamente das ações, outras ganham porque acrescentam seu nome nos projetos e relatórios encaminhados por cada dia que foi executada a ação mesmo que ela seja na zona rural, é uma farra mais discreta de plantões, todo mundo sabe dessa situação e se cala senão é boicotado nos plantões, não vai nem pra traballhar, ou seja, não consegue ganhar nada, coitado. e do jeito que as coisas andam vai continuar do mesmo jeito, tem gente que vai ficar pra continuar os esquemas, será que a pessoa a frente vai ter pulso firme pra cortar isso e moralizar a coisa?

  5. Func.

    26 de janeiro de 2013 - 17:52 - 17:52
    Reply

    O Sr Prefeito vai ajudar muito se obdecer a legislação municipal e evitar ganhos de plantões, nas ações de saúde, por cargos comissionais (gerentes ,coordenadores, etc), que é ilegal e imoral, conforme ia sendo pago na gestão anterior, atraves de “manipulação” pelas enfermeira Percilia e Marly, segundo informações de funcionários subalternos da gestão anterior, que dizem que ambas conseguiram burlar a Lei com a ajuda da Procuradoria do município… imaginem se em todas as ações elas ganharem ,será um custo dobrado nas açõe;, por favor se atente a isso Sr Prefeito, para viabilizar as ações desta secretaria, o Sr poderá gerar mais ações com menos recursos, assim atenderá uma maior parcela da população e garantir a melhor distribuição dos plantões entre os profissionais, principalmentes nas ações extra muro.

  6. Francisco Pereira da Silva

    26 de janeiro de 2013 - 17:08 - 17:08
    Reply

    É justamente isso que um dia desse falei em seu blog caro Hiroshi, sobre o número excessivo de servidores nos corredores da Secretária municipal de Saúde, isso onera o cofre público a não sobrar nada para se investir no setor, se tiver que demitir que demita Prefeito, nos o elegemos foi p/ moralizar o serviço público municipal o que não pode é vivermos nessa situação de abandono.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *