Hiroshi Bogéa On line

Saia justa

Instalou-se mal-estar entre membros da base aliada do prefeito Sebastião Miranda (PTB) e representantes do governo do Estado. Motivo de constrangimentos é a declarada simpatia do prefeito de Marabá pelos serviços da Saneatins prestados às comunidades de alguns municípios do Pará com aceitável retorno de satisfação. A companhia de saneamento e água do Tocantins avançou sobre território paraense abocanhando espaços antes ocupados pela Cosanpa, até chegar à cidade mais importante do Sul do Estado, através de contatos iniciais do presidente da estatal com o prefeito.

A Saneatins quer porque quer assumir o controle de abastecimento de água dos 220 mil habitantes do município. Para isso, adota postura agressiva com oferecimento de serviços e produtos nunca dantes ofertados. Só que a Cosanpa, através de recursos a serem liberados pelo governo federal, tem projeto audacioso de melhorias do sistema. Diante do surgimento da Saneatins, o governo do Pará não sabe se mantém os investimentos previstos para o município ou se segura o manete.

O certo é que a empresa do Tocantins participará da licitação que a prefeitura obrigatoriamente lançará em breve para a contratação dos serviços de abastecimento de água mercê do convênio expirado com a Cosanpa.

Post de 

5 Comentários

  1. Anonymous

    7 de janeiro de 2008 - 14:27 - 14:27
    Reply

    PARA OCORRER TAL “MUDANÇA” TERÁ QEU PASSAR NECESSÁRIAMENTE POR UM AMPLO PROCESSO QUE ENVOLVE PELO MENOS DUAS GRANDES AUDIÊNCIAS PÚBLICAS…AI QUERO VER O PREFEITO TIÃO “CENTRALIZDOR” MIRANDA,NÃO TER QUE CONVIVAR O POVO PARA DISCUTIR A CONCORRENCIA…

    JA ERA O TEMPO DE NÃO CHAMAR O POVO PARA DECIDIR.

    ACORDA TIÃO!!!!!

  2. Anonymous

    7 de janeiro de 2008 - 00:10 - 0:10
    Reply

    Ora nada melhor do não perder a oportunidade de nos afastarmos de toda empresas e paraensada de belém.
    Vamos viver a nossa no novo Estado, bem distante de administrações da idade da pedra lascada.

  3. Hiroshi Bogéa

    6 de janeiro de 2008 - 14:41 - 14:41
    Reply

    Prezado João, é complicado demais essa mudança de empresa de serviço de saneamento e água nas atuais circunstâncias de Marabá. A própria Cosanpa, com altíssimos investimentos há dois anos aplicando no município, não abrirá mão de pesados prejuízos. Situação típica de confronto nos tribunais: Município, Cosanpa e a própria Seneatins, caso decida-se em disputar a licitação. Agora que o povo de Marabá merece tratamento mais respeitoso, isso ninguém discute. É preciso, urgentemente, encontrar uma solução.
    Abs

  4. Anonymous

    5 de janeiro de 2008 - 17:42 - 17:42
    Reply

    hb, são vinte e cinco anos que a cosanpa – leia-se governo do estado – detém a concessão e as crises de abastaecimento são incontáveis
    Marabá começa a sair da ressaca de quando era área de segurança nacional
    a concorrência estimula a competência
    igual às concessões de onibus que também possuem quase isso de idade e agora que começam a sair do limbo
    anos e anos de monopólio injusto penalizando a população
    será que temos gente à altura para nos governar?
    será que seremos capital um dia, de Carajás, com tanta cabeça-de-burro enterrada?
    escreves um artigo sobre tudo isso, jornalista que és conhecedor de nossa realidade nestes últimos vinte e cinco anos?
    jõao

  5. Anonymous

    5 de janeiro de 2008 - 14:14 - 14:14
    Reply

    Caso o Prefeito Tiao Miranda consiga trazer para Maraba a
    Saneatins ira fechar com chave de ouro seu governo que ao meu ver tem sido excelente.
    A Cosampa e uma empresa com mentalidade de que o Para e Belem e o interior e somente Castanhal.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *