Hiroshi Bogéa On line

Saco de bondades

 

 

O espírito de confraternização espraiado na passagem de ano contaminou de forma generosa o juiz que determinou a libertação do militar da Aeronáutica Victor Hugo Carvalho da Costa, que na noite da última segunda-feira, 26, atropelou o agente de transito da Ctbel, Adauto da Cruz Melo, 45 anos, matando-o, no cruzamento das avenidas Almirante Barroso e Humaitá.

De plantão na Vara Criminal de Belém dia 31 de dezembro, Jaires Taves Barreto, Juiz Substituto, revogou a prisão preventiva do criminoso arbitrando apenas um salário mínimo.

Em despacho do juiz Jaires Taves Barreto, Juiz Substituto respondendo pelo Plantão Criminal de Belém, o acusado de atropelar o agente da Ctbel teve a sua prisão preventiva revogada, com direito a Liberdade Provisória mediante o pagamento de fiança arbitrada em um salário mínimo.

A lei prevê de 1 a 100 salários mínimos.

Cânticos e odes expressadas na mudança de ano adocicaram o coração do magistrado, que optou pela valor mínimo.

Sem perder tempo, Victor Hugo Carvalho da Costa correu para passar o réveillon ao lado de seus parentes -, enquanto os familiares  do agente morto sofriam em casa a perda do rapaz.

A OAB-Pará agora quer a revogação da libertação do criminoso.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *