Sabedoria nordestina

Publicado em 13 de dezembro de 2007

95 anos completaria hoje, Luiz Gonzaga.

Pelos idos 1957, o Rei do Baião compôs, ao lado do inseparável amigo Humberto Teixeira, esses versos:

“Seu” doutor não dê esmola a um homem que é são
Ou lhe mata de vergonha
Ou vicia o cidadão.”

50 anos depois, o esmoléu continua vestindo seu melhor terno. Não apenas criou raízes. Intsirucionalizou-se.

De onde estiver olhando o País Tropical, Gonzagão deve sentir puta tristeza por tudo continuar pior como dantes.