Rubor de pejo

Publicado em 25 de setembro de 2007

Antes, o receio do ridículo se manifestava timidamente. Agora, a perturbação moral é explicitada com todas as letras. Pelo menos foi esse o sentimento que o poster capturou de um advogado amigo com quem conversou, na manha desta terça-feira, a respeito da ausência de representante da OAB-Pará na sessão especial da Assembléia Legislativa que ouviu o conselheiro Alcides Alcântara falar de corrupção no interior do Tribunal de Contas dos Municípios.