Hiroshi Bogéa On line

Rolando baixarias

Ainda persistem os efeitos da surra que levou a candidata à reeleição de coordenadora da subsede de Marabá do Sintepp, Toninha Carvalho, apadrinhada da deputada Bernaete Caten. O confronto entre ela e o candidato vencedor, Dionízio Gonçalves, deve terminar nos tribunais para a definição da nova diretoria da entidade. A “proporcionalidade qualificada”, regida pelo estatuto do sindicato, está dando forobodó porque o atual coordenador não abre mão de indicar 14 membros, enquanto o resultado apertado da eleição lhe dá direito a apenas 13. A chapa perdedora de Toninha pode indicar até 12 representantes. O pau vai rolar em Belém, onde se processa a luta política de bastidores junto a direção estadual do Sintepp.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *