Rodovias federais no Pará estão se deteriorando por falta de manutenção

Publicado em 19 de abril de 2021

As fotos são de pontos danificados da BR-155, entre Marabá e Eldorado do Carajás.

As intensas chuvas têm castigado a estrada, causando danos em trechos sequenciais.

Como a demanda é um formidável amontoado de buracos de todos os tamanhos, reclamações não param de chegar à redação do Blog.

Neste final de período chuvoso, observa-se muita deterioração das rodovias da região.

Especificamente a BR-155, a dimensão da buraqueira está batendo recorde.

A 155 e a BR-158 fazem parte da circunscrição da Unidade Local de Redenção, que tem como  Abilio Manoel Figueiredo Medeiros como supervisor.

 

Agora pela manhã, o blogueiro enviou mensagem ao supervisor solicitando posição do órgão sobre a previsão para recuperação da rodovia 155.

Até o final da redação deste post, o servidor do Dnit não havia dado retorno á solicitação.

Em contato com um funcionário do Dnit que atua na Superintendência  Regional do DNIT, em Belém, que pediu para não ser identificado, o blog tomou conhecimento de que o órgão não está realizando manutenção em nenhuma rodovia federal no Pará.

“Estamos com problema de orçamento, que teve sua aprovação recente feita pelo Congresso Nacional, mas não há disponibilidade financeira ainda para que possamos trabalhar”, disse.