Hiroshi Bogéa On line

Roberto Jefferson: “delação premiada é coisa de canalha”

 

 

Quem conhece do “traçado”, vem a público dizer que as denúncias de Marcos Valério envolvendo Lula no tal “mensalão” é “peripécia de jogador”.

Roberto Jefferson não acredita uma linha na manobra do publicitário.

Ele expôs seu ponto de vista no próprio blog, em post intitulado “Peripécias de um jogador”.

“Com as luzes do julgamento do mensalão prestes a apagar, pelo menos por ora, o depoimento sigiloso, prestado a título de delação por Marcos Valério, é vazado ao “Estadão”. Valério foi ouvido por duas procuradoras da República depois de ter sido condenado a 40 anos de prisão pelo STF. Magoado, ele envolve Lula diretamente no esquema de seus empréstimos, inclui o caso do prefeito Celso Daniel na história e tempera tudo com uma ameaça de morte que teria recebido do PT. A credibilidade do carequinha, no entanto, já transitou em julgado, é zero.” 

 

Em outro post, Jefferson fulmina, sem dó:

 

 

Não convenceu 

A história contada por Marcos Valério às procuradoras não me pareceu crível. Ele pode provar o que disse? Além do mais, delação premiada para salvar o próprio coro é coisa de canalha. 

Post de 

1 Comentário

  1. Ali Babá e os 4 mi de ladrões

    11 de dezembro de 2012 - 15:43 - 15:43
    Reply

    Ô Hiro… Se a credibilidade do Marcos Valério é Zero, qual é a credibilidade do Roberto Jefferson? É dez abaixo de zero? Ah… Faça-me o favor. É o sujo falando do mal lavado… E até as criancinhas do Jardim de Infância sabem que Lula é o chefe maior da quadrilha… É querer forçar demais a barra e menosprezar nossa inteligência, na ânsia de defender o Lula Lelé… Né não?

Leave a Reply to Ali Babá e os 4 mi de ladrões

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *