Hiroshi Bogéa On line

Revendo amigos

A semana promete.

O poster tem compromissos agendados em três cidades.

Primeiro, retorno nessa terça-feira, 1, a Marabá. Dois dias depois, esticada até Tucuruí, onde pretendemos conversar com amigos e outras fontes responsáveis, sobre a administração municipal.

Em seguida,  uma ida a Eldorado do Carajás, para o cumprimento de agenda previamente acertada, destibada a auscultar a opinião pública sobre problemas locais.

Nessas andanças, acreditem, o poster se realiza de várias formas:  revendo e fazendo novos amigos, além de exercitar jornalismo em sua essência.

Buscar notícias onde elas  estejam, essa a fragrância maior  de quem lida com a Informação.

Inconcebível, sob nossa ótica, ficar preso a uma cadeira diante do laptop sugando, aqui e ali, o que já está na blogosfera.

Dos municípios paraenses, apenas quase todos da Ilha do Marajó ainda não foram percorridos pelo poster.

Já visitamos Soure e Salvaterra

Mas, ainda este ano, quem sabe no segundo semestre, estaremos fazendo uma turnê pelas diversas cidades que compõem a imensa Ilha.

Só falta esse  pedaço do mapa para dizermos conhecer o Pará inteiro.

Post de 

9 Comentários

  1. Clovinho

    2 de março de 2011 - 00:51 - 0:51
    Reply

    Amigo Hiroshi Bogéa.

    Seja Bem vindo a nossa cidade de Eldorado do Carajás. Será uma grande satisfação recebê-lo em nossa sala de trabalho na Secretaria Municipal de Saúde para tomar um bom cafezinho e falar do desafio que é o de fazer saúde pública numa região em condições adversas.

    Não deixe de nos visitar por ocasião de sua visita a Eldorado.

    Um grande abraço fraterno.

    Clóvis A. Ribeiro (Clovinho)
    Sec. Mul. de Saúde de Eldorado do Carajás.

  2. Anonymous

    1 de março de 2011 - 23:18 - 23:18
    Reply

    Realmente a preocupação sobre a falta de expectativas em relação ao desenvolvimento de nossa querida Tucuruí é uma crescente em quem realmente se importa com esta cidade, o que parece não incluir a gestão municipal ou nossos deputados atuais e passados, que nada fizeram, nem fazem para mudar esta situação. Causa-nos preocupação maior ainda, que grande parte da população ainda acredita realmente que a responsabilidade da cidade é somente da Eletronorte, não querendo eximir a empresa de sua responsabilidade para com o município, mas definitivamente o auge da segunda etapa e da construção das eclusas, foi uma excelente oportunidade para se motivar a vinda de outros investimentos para esta cidade crescer, sem ficar nessa dependência constante em relação à usina, nada foi feito nesse sentido. Tivemos um final de primeira etapa que poderia ter servido de lição para evitar que este momento se repetisse, mas nada foi feito. Já morei em Marabá, cidade querida a qual considero minha segunda casa, cidade onde trabalhei por muitos anos, me formei e novamente estou tendo a oportunidade de voltar, porém do fundo do coração, gostaria de permanecer em Tucuruí e ver por aqui sendo ofertada aos nossos jovens as mesmas oportunidade de crescimento que tive e continuo a ter em Marabá. Como educadora trabalho teimosamente de maneira a tentar conscientizar nossos jovens sobre a grande responsabilidade que é saber escolher nossos gestores, para que possam ter esperança de desenvolvimento no seu próprio local de origem ao invés de terem que ficar indo de barragem em barragem a procura de meprego.

  3. Uma Pessoa Preocupada

    1 de março de 2011 - 23:00 - 23:00
    Reply

    Amigo Hiroshi

    Por Favor confirme a sua vinda em Tucurui para tratarmos de diversos assuntos, é muito triste assistirmos materia sobre o nosso municipio como o de São Sebastião da Boa Vista e Curralinhos, porem falta muito pouco para isso acontecer.
    SAUDE
    1-a atenção básica quase não funciona, postos sem medicos, remedios, locais adequados
    2- A grande polemica da maternidade do municipal está dentro do HR Tucurui (regional), o Estado deveria assumir essa responsabilidade de forma coerente, já que o Municipio não tem capacidade fisica e logistica para assumir a maternidade então ele passa a verba fundo a fundo e o REGIONAL gerencia as duas maternidades, como diga-se de passagem já está pois muitos medicamentos saem da farmacia do regional, a limpeza é da empresa da SESPA, alimentação e rouparia estão sendo feitas e lavadas no regional com produtos do hospital,
    os medicos obstetras na maioria das vezes são o mesmo igual aos anestesistas que o mesmo dia que estão de plantão pelo Municipio estão pelo Regional colocando em risco muitos pacientes e não dando conta da alta demanda do Regional.
    O Pronto Socorro está com uma demanda altissima pois o pronto atendimento do municipio parece muito com o da reportagem do fantastico senão pior e os postos não tem resolutividade.
    O Raio X do Municipio está quebrado a mais de seis meses e todos os exames estão sendo feitos no regional. Autoclave do municipio não funciona a mais de um ano e meio.
    O pior ainda vivemos com a possibilidade do Prefeito fazer as indicações para o Regional, pois é do mesmo partido do Secretario Estadual de Saude e irá comandar a saude do Regional como fez com o Municipio, afundou na lama

  4. Anonymous

    1 de março de 2011 - 02:39 - 2:39
    Reply

    Hiroshi.

    Aqui nesse rio de formigas, ou de panelas… na verdade cheguei a pouco e quase nada sei das origens de nada. Apenas que Tucuruí é um bom lugar pra se viver e conviver. Cidade tranquila (agora embalada pelo samba que acaba cedo). A vida segue seu curso e a energia das águas que iluminam um bom pedaço do mundo aqui nos prega cada peça sempre indo e vindo… são tantas noites de escuras de murisocas!
    Por aqui já há até brega que trata da saga dos migrantes do Jirau. Enfim o clima é de final de festa. E agora José? Acabaram-se as obras? O dinheiro cadê? E agora José vc que é sem nome. Pra onde que vai?
    E a gestão pública José? que tem feito com teu dinheiro José?

    sei não meu irmão. A mala ta pronta, a ficha ta feita. Já passei dia na fila. Avisei a patroa. Dei a ordem nos menino e vou garimpar noutro canto.

  5. PAPACO, Protetor dos oprimidos.

    1 de março de 2011 - 01:25 - 1:25
    Reply

    Não tenho inveja, conheço 104 municipios paraense mano Hioroshi, detalhe, em todos passei mais de tres a quatro dias kkkkkk abraços.

  6. Anonymous

    28 de fevereiro de 2011 - 16:10 - 16:10
    Reply

    Bem vindo a Tucuruí! Hiroshi nos ultimos dias por aqui temos vivenciados muitas migrações ruma a obra da hidrelétrica do Jirau. Sugiro um cometário sobre essa temática.

  7. Anonymous

    28 de fevereiro de 2011 - 14:45 - 14:45
    Reply

    Você, como jornalista veja se tem acesso às contas da Prefeitura de Tucuruí, nem os vereadores conseguiram, talvez o sr. consiga.

  8. Anonymous

    28 de fevereiro de 2011 - 14:41 - 14:41
    Reply

    Em Tucuruí é quarta feira.

  9. Anonymous

    28 de fevereiro de 2011 - 14:37 - 14:37
    Reply

    Na sua vinda a Tucuruí, não deixe de apreciar um peixe no "saco". é muito bom.
    Mas informe-se sobre as obras do prefeito sem licitação, sobre a maternidade municipal funcionando dentro do hospital regional, atrapalhando o andamento do hospital enquanto a prefeitura recebe impunemente as aihs.
    Veja a merenda escolar, os debitos da prefeitura na praça.

Leave a Reply to Anonymous

Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *