Hiroshi Bogéa On line

Retribuindo conceitos

A chamada Comissão de Estudos Educacionais, criada pelo atual coordenador do Sintepp em Marabá, Dionísio Gonçalves, deve ter sentido o golpe ao tomar conhecimento do parecer técnico do Tribunal de Contas da União, publicado no Diário Oficial, jogando por terra todas as acusações formuladas contra a secretaria de Educação de Marabá.

A 2ª Câmara do TCU julgou improcedente as denúncias da CEE do desvio de R$ 15 milhões do Fundef, existência de servidores fantasmas e alunos inexistentes.

Usadas como bandeira de campanha para elegê-lo coordenador do Sintepp, as denuncias de Dionísio estão sendo pontuadas inversamente, uma a uma, pela prefeitura de Marabá, seja através de notas na imprensa ou entrevistas no Rádio e TV .

Objetivo da contra-campanha é desmoralizar o coordenador do Sintepp junto a classe, mostrando que ele agiu de má fé, mentindo aos educadores com apresentação de números inexistentes.

Post de 

4 Comentários

  1. Hiroshi Bogéa

    15 de janeiro de 2008 - 19:09 - 19:09
    Reply

    Particularmente, tenho reservas profundas a atuação desse rapaz no meio educacional.

  2. Anonymous

    14 de janeiro de 2008 - 00:39 - 0:39
    Reply

    Atira pra todos os lados… o que dizer da invasão do SIntepp em Belém?Outra conspiração contra o “coitadinho” do Dionisio?Atitude de quem vive entre bandidos, não sabe resolver as divergencias e mem tem acumulo para isso …revoltante termos um representante dos professores de Marabá com esse tipo de postura anti-democratica.

  3. Hiroshi Bogéa

    13 de janeiro de 2008 - 16:46 - 16:46
    Reply

    Tudo conspira contra o Dionínio porque ele atira a esmo, parceiro. Só isso.

  4. Anonymous

    13 de janeiro de 2008 - 00:31 - 0:31
    Reply

    é verdade, tudo conspira agora contra o Dionisio, vimos tudo acontecer, mas será sempre assim, ou pensa que o povo é besta, podem ter os melhores advogados, para dizer que não ouve nada, mas é muito facil ver quem, ganhou muito dinheiro……. escorias

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *