Hiroshi Bogéa On line

Restaurada, Pa-150 ganhará status de rodovia qualificada

 

 

O poster percorreu a Pa-150, nas últimas horas.

E o que viu na rodovia é a execução de serviço de muita seriedade.

A pavimentação antiga está sendo toda retirada, de Marabá e Goianésia.

O trecho Goianésia- Tailândia, que já havia sido  restaurado,  inclusive sinalizado, ganha agora obras nas laterais da pista, na construção  de acostamento – fotos abaixo.

Acostamento 2

Acostamento 3

O único trecho onde uma empreiteira  (Terraplena) pisa na bola -,  é entre Moju e Tailândia.  Ali, se não houver aperto do governo, a construtora não dará conta do serviço. De 130 km a serem recuperados, a empresa fez até agora somente 30 km.

De Morada Nova a Jacundá,  os serviços estão a cargo da  Ameta e CFA Construções.

A rodovia foi povoada por centenas de equipamentos cujo fluxo de  tráfego tem causado engarrafamento devido extensos trechos de pista única.

Mas dá gosto de ver, tanto a retirada do asfalto antigo quanto a qualidade das obras nas áreas de acostamento.

Trechos refeitos 3

Trechos refeitos 4

Acostamento

Quem cuida das obras de acostamento entre Tailândia e Goianésia é a Sanches Tranpolim, que divide também trecho com as outras construtoras, entre Jacundá e Goianésia.

Ao mesmo tempo, executa-se serviços de construção de pontes provisórias, ao lado das existentes, para substituições destas, que futuramente serão de concreto.

A foto mostra uma ponte provisória sendo construída ao lado da existente. Quando aquele estiver pronta, inicia-se a edificação da nova de concreto.

Ponte Pa 150

 

Quando concluída, do jeito que estão fazendo sua restauração, a Pa-150 ganhará status de rodovia segura.

Pa 150 9

Pa 150 12

Post de 

7 Comentários

  1. EDEUVALDO TORRES

    7 de maio de 2014 - 23:09 - 23:09
    Reply

    O TRECHO MENCIONADO PA 150 É DE BELEM A MORADA NOVA DE MARABA A REDENÇÃO PASSANDO POR XINGUARA É BR FEDERAL É RESPONSABILIDADE DO DNIT E DA DILMA.

  2. laiton garcia

    1 de maio de 2014 - 08:04 - 8:04
    Reply

    Primeiro essa Pa num vai somente até Maraba, seria interessante pesquisar mais antes de estar fazendo propaganda politica enganosa. Segundo que no trecho ainda dela entre Maraba e Xinguara demorei 2 horas pra percorrer 50 quilômetros. Pedrada nos políticos e em quem os apoia.

  3. Jeronimo

    28 de outubro de 2013 - 22:23 - 22:23
    Reply

    De moju pra tailandia tá uma merda.. Tailândia pra Goianesia tá um tapete.. Goianesia pra Marabá tá em obra, mas tá bom pra andar

  4. joao batista de queiroz

    28 de outubro de 2013 - 20:57 - 20:57
    Reply

    entre el dorado e redençao estao tampando os buracos com terra isso é falta de responsabilidade do dnit que não fiscaliza

  5. Ricardo Ribeiro

    23 de outubro de 2013 - 19:07 - 19:07
    Reply

    Gostaria de saber se posso me deslocar de Belém a Marabá usando essa rodovia de carro agora no fim do mês. Qual a orientação que devo seguir?? Onde ainda tem buraco? Por favor, respondam. To no aguardo.

  6. Reinaldo

    23 de outubro de 2013 - 13:41 - 13:41
    Reply

    Realmente os serviços estão muito bons… Passei a poucos dias e nunca vi tanta máquina junta, o problema é realmente a viagem que fica mais demorada durante este período de obras. Parabéns pela reportagem.

  7. ouvidor de promessa.

    21 de outubro de 2013 - 14:47 - 14:47
    Reply

    Hiroschy parabéms pela materia, sobre essa nova PA 150., trabalho em uma pequena trasportadora aqui em Marabá, e estou sempre nesse trecho Maraba Belem via PA 150. Mais o que ja me preocupa foi um comentario la em posto de abastecimento, em Goianésia, algumas pessoas falando qque esta obra pode parar, pois o governador Simão Jatene estaria uzando um tal imposto de mineração nela, se isto acontecer sera o piores de todos os absurdos, quando o homi não trabalha dizem que ele ta pescando, quando trabalha ai fica esses comentarios da radio peão agorando.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *