Hiroshi Bogéa On line

Respeito aos cadeirantes

Boa notícia anunciada pela SECOM, de Marabá.
Início do calendário de notificação dos estabelecimentos comerciais quanto a obrigatoriedade de edificar rampas de acessibilidade em esquinas e calçadas da cidade. É a contagem regressiva para se fazer cumprir a Lei 11.982/09, que garante acesso em passeios públicos e empresas públicas e privadas à pessoas portadoras de necessidades especiais.

Em Marabá, existem cerca de 200 obras executadas irregulares, fora dos padrões estabelecidos pela Lei de Acessibilidade.

Post de 

3 Comentários

  1. Francisco Neto

    30 de novembro de 2009 - 01:08 - 1:08
    Reply

    Façamos aqui uma breve reflexão sobre os comentários tecidos pela então Vereadora Vanda Américo "Mulher coragem" na entrevista concedida ao jornalista Milton Farias, que por sinal quase não foi preciso perguntar, pois a vereadora foi falando, falando e falando até então dizer tudo aquilo que muitos por ai não possuem a "coragem". Gostaria que a emissora fizesse a caridade de reprisar a entrevista no horário comercial para que todos pudessem ver o que vi e fiquei aplaudindo de pé. Valeu Vanda, é dessa postura de vereador(a) que Marabá está e sempre esteve precisando.

  2. Samir

    17 de novembro de 2009 - 02:53 - 2:53
    Reply

    Concordo plenamente com o comentário anterior! é ridículo que cadeiras tomem conta das calçadas e não só das calçadas e também das ruas, onde as vezes nem se pode estacionar! Acessibilidade tem que ser feita para existir de fato o acesso!

  3. GILMAR

    16 de novembro de 2009 - 16:20 - 16:20
    Reply

    Hiroshi,

    É um tanto ridicula esta fiscalização pois as calçadas estão impedidas com cadeiras de bares e hastes de ferro de toldos além do que não estão padronizadas na largura nem no nível (altura).

    Peça para um imbecil deste que andar de cadeira de rodas nas calçadas de marabá.

    A primeira coisa é tirar os obstaculos (cadeiras, toldos, frangos assados e outros de supermercados), depois nivelar todas as calçadas ou passeios publicos e depois fazer o acesso. Aí sim funciona. Devagar, com calma vamos transformando a cidade.

    Agora fazer acesso só para fazer.
    No minimo ridiculo. E os idosos como ficam.

    Com a palavra o sr. MAGALHAES presidente dos aposentados de marabá.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *