Hiroshi Bogéa On line

Resoluções sobre o Plebiscito aprovadas pelo TSE

 

 

O TSE, finalmente, aprovou as dez resoluções sobre o Plebiscito que definirá se a população quer ou não a divisão territorial do Pará.
Algumas definições:

 

– Rejeitada ampliação para todo o território nacional da consulta popular, como propunham alguns juristas de São Paulo.

– O Plebiscito ocorrerá mesmo dia 11 de dezembro. A sugestão de mudar o pleto para 18 de dezembro não encontrou eco.

– Limite de gastos para cada Frente estabelecido em R$ 10.000.000,00.

– Rodízio entre os plebiscitos para a propaganda gratuita – um dia para as frentes pró e contra a criação de Tapajós e outro dia para as frentes pró e contra a criação de Carajás.
– Propaganda gratuita referente ao plebiscito durará 20 dias, de 11 de novembro a 7 de dezembro.

– A propaganda gratuita será veiculada às segundas, terças, quartas e sextas-feiras e sábados. Aos domingos não tem e às quintas serão veiculadas as propagandas político-partidárias normalmente agendadas desde dezembro de 2010.

– Qualquer eleitor com domicílio eleitoral no Estado do Pará poderá integrar uma das Frentes.

 

Leia mais aqui.

Post de 

2 Comentários

  1. Carlos

    22 de agosto de 2011 - 10:20 - 10:20
    Reply

    Karla, esses dez milhões de reais não sairão dos cofres públicos (pelo menos assim espero). Então fique tranquila que esses dez milhões que você sonha ser investido em saneamento continuará lá.

  2. Karla Muaés

    21 de agosto de 2011 - 21:17 - 21:17
    Reply

    10 milhões de reais, seriam melhor aplicados em revitalização de escolas e hospitais públicos, em orlas e praças , aeroportos e portos… todas obras de grande importância social. Resolveria o problema de saneamento basico, em algumas cidades de pequeno porte como a bela Pau D´arco por exemplo, Com toda certeza o nobre e competente Prefeito Luciano ficaria muito grato.
    10 milhões de reais, resolveriam o problemas do endividamento rural,de uma parte do Estado, da falta de implementos agricolas, incentivo aos piscicultores, asfaltamento de estradas.etc..etc..
    Agora não tem jeito! Vamos ter que disperdiçar essa grana toda , em adesivos, panfletos, algumas camisetas, cestas (mega)básicas e óculos baratos. Guenta povão!
    Achei que o tempo de divulgação é muito curto. Temo que NÃO atinja a todos aos que serão diretamente afetados. Mas lembre-se, quem nao decide seus prórprios rumos, segue apenas ordens. Portanto, procure se informar.
    Todos aqueles que migraram de sua terra natal, terão poder de expropriar uma parcela da população de sua própria terra natal. Que absurdo!
    Alguem acredita que tu vais dormir paraense , acordar tapajônico e todos todos os seus problemas estarão resolvidos?
    Não foi isso que aconteceu com Macapa que ate hoje, 40 anos depois, vive as custas do Governo Federal. O Novo Estado do Tocantis está a beira da intervenção por problemas na saúde e educação pública. Pra quem tinha, ficou melhor, isso é certeza!
    Valha-nos quem?
    Fiquem em paz e boa noite!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *