Hiroshi Bogéa On line

Repetindo a dose

Osvaldo Assunção ( PMDB) perdeu a eleição para Davi Passos (PT), em 2004, por apenas 28 votos. Garante que partirá para o embate, outra vez, encarando o favoritismo do atual prefeito de Xinguara.

Post de 

6 Comentários

  1. Anonymous

    17 de maio de 2008 - 16:37 - 16:37
    Reply

    HIROSHI, EU FIQUEI SABENDO DE BOATO QUE O CANDIDATO DO TIÃO MIRANDA É O VICE ITALO. ISSO É VERDADE? SE FOR MEU AMIGO, A DERROTA É CERTA. PESCA ALGUMA COISA E COLOCA NO BLOG. AGUARDO

  2. Paulo de Tarso Ribeiro de Oliveira

    17 de maio de 2008 - 12:11 - 12:11
    Reply

    Sobre PT e carteira escolar,

    Paulo Freire, Marilena Chaui, Sérgio Buarque de Holanda, Maria Vitória Benevides, Perseu Abramo, Márcio Porschman, Maria Rita khel, Mirian Belchior, só para citar alguns dos mais renomados entenderam que a melhor escola é se unir com os intelectuais do povo, Chico Mendes, Lula, Marina, Sibá, Benedita da Silva e anônimos da luta do Brasil, etc…
    A competência técnica é essencial para manter a burocracia, mas, gostaria de perguntar: O governo de Lula e pior do que os dos intelectuais que o precederam? Linconl (lenhador) e Bush?
    O melhor critério é se importar com a vida do nosso povo. A primeira coisa é romper com os preconceitos. Há uma intelectualidade brasileira de esquerda, (PT ou Não) que junto com os intelectuais forjados na luta do povo se arriscaram para construir o Brasil.
    NO caso de Sibá, não tenho informação, mas tenho certeza que pela idade ele não precisa mais mostrar o boletim para mãe.
    Como diria Paulo Freire, “gosto de gente, porque é o incabado”.

  3. Anonymous

    17 de maio de 2008 - 00:50 - 0:50
    Reply

    Ei, cadê tu que não atualiza esse negócio?

  4. Anonymous

    16 de maio de 2008 - 17:46 - 17:46
    Reply

    Prezado Hiroshi, briga boa essa hein???? espero que quem vença olhe pelas pessoas que as elegeram…

  5. Alcinéa Cavalcante

    16 de maio de 2008 - 05:57 - 5:57
    Reply

    E desta vez ele leva ou não?

  6. Anonymous

    15 de maio de 2008 - 21:11 - 21:11
    Reply

    Por falar em PT, nunca foi novidade ou segredo que a rapaziada companheira não gosta de uma carteira escolar…

    Vai ai mais um exemplo:

    “Sibá Machado pode ser jubilado na pós-graduaçãoAltino Machado
    De Rio Branco, Acre

    O ex-senador Sibá Machado (PT-AC) terá dificuldade para escapar do jubilamento no Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional (MDR) da Universidade Federal do Acre (UFAC).

    Formado em geografia, em dois anos só fez uma disciplina (Planejamento Regional) e foi reprovado na prova escrita de inglês. Teve direito a fazer novo exame, mas até hoje não o fez.

    Sibá Machado é da primeira turma e todos os demais reprovados em inglês ja se submeteram a novo exame. O prazo para conclusão do curso, de dois anos, expirou em fevereiro.

    Para que o ex-senador contasse com prazo mais dilatado para apresentação da dissertação era necessário que o orientador Sílvio Simione da Silva tivesse solicitado prorrogação ao colegiado argumentando que o aluno estava desenvolvendo a pesquisa.

    – Nós sabemos que o senador está sempre muito ocupado e teremos que estudar o caso – pondera o coordenador Lucas Araújo Carvalho.

    Porém, o professor Elder Andrade assinala que Sibá Machado pode fazer um pedido de prorrogaçao de prazo para conclusão, que obrigatoriamente terá que ser avaliado pelo colegiado do curso.

    – Na minha opiniao, é muito improvável que o pedido seja atendido em razão dos requisitos. No caso dele, não existe a qualificação do exame de inglês e muito menos o início da pesquisa para o desenvolvimento da dissertaçao. Ele já foi jubilado no Senado e será difícil escapar do mesmo na universidade – avalia Elder Andrade.

    O nome de Sibá Machado já não consta na lista do website do Senado.

    O nome do suplente da senadora Marina Silva (PT-AC), ex-ministra do Meio Ambiente, já foi removido da lista do website do Senado. Marina Silva e o senador Tião Viana (PT-AC) compatiblizaram sem sobressalto suas atividades com cursos de pós-graduação na Universidade de Brasília.”

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *