Hiroshi Bogéa On line

Repasses federais aos municípios do Sul do Pará

 

 

Prometido aqui, antes do plesbiscito, o blog publica agora a relação  dos repasses federais obrigatórios como FUNDEB, FPM e CIDE, e os voluntários, como convênios, além de Bolsa-Família, feitos aos municípios do Sul e Sudeste do Pará, em 2010.

Levantamento foi feito junto a CGU, contando com a colaboração do professor Alan Souza,  corregedor da Controladoria Geral da União.

Relação era para ser tornada pública antes do pleito de 11 de dezembro, mas o clima pesado do plebiscito poderia  elevar a lista dos repasses  à categoria de informação viciada, com seus efeitos diversos – dependendo da visão de quem lhe dirigisse análise.

Em outra oportunidade, o poster comentará essa relação.

 

Post de 

38 Comentários

  1. Eldemir

    10 de setembro de 2012 - 20:30 - 20:30
    Reply

    Como faço pra saber o valor total da taxa de iluminação pública repassados pela celpa as prefeituras. Obrigado

  2. neto

    29 de dezembro de 2011 - 00:51 - 0:51
    Reply

    perfeio post
    e o giovani ainda diz na tv que tewm convicção que a solução é dividir , nao so o Pará mas o Brasil, para desenvolvimento humano….
    esse é o maior cara de pau do estado do pará

  3. Professor MATHIAS

    28 de dezembro de 2011 - 21:22 - 21:22
    Reply

    Como faço pra saber o valor total da taxa de iluminação pública repassados pela celpa as prefeituras. Obrigado

  4. Professor MATHIAS

    28 de dezembro de 2011 - 21:19 - 21:19
    Reply

    Como faço pra saber o valor total repassado pela celpa aos municípios?
    Obrigado.

  5. anonimo

    28 de dezembro de 2011 - 08:47 - 8:47
    Reply

    Alberto Lima a alocação destes recursos foram ditas e defendidas a viva voz pelo deputado Parcifal no programa jornal da manhã transmitido diretamente de Belem pela Radio Clube.

  6. Anônimo

    26 de dezembro de 2011 - 16:24 - 16:24
    Reply

    O mais triste, é ter conhecimento deste valor de reapasse que a prefeitura de Marabá recebe, após dirigir-se ao banco e dar de cara com décimo terceiro depositado em minha conta em valor referente a menos da metade do meu salário!!!! Em seguida ir à SEMAD e dar de cara com a porta fechada, pois estão em recesso, ou seja, só vou poder realizar a reclamação em Janeiro e talvez receber a diferença em Fevereiro! Tá pouco?

  7. Alberto Lima

    26 de dezembro de 2011 - 07:37 - 7:37
    Reply

    anonimo
    dezembro 21st, 2011 at 15:06

    Aproveita cidadão e protesta tambem contra o orçamento estadual para 2012 em que o relator e o deputado Parcifal Pontes que esta alocando 85 % dos investimentos para Belem e somente 15% para o resto do estado.

    resposta:

    Anônimo, essa informação é interessante.

    Coloca aí pra gente, aonde tu leste sobre a alocação desses recursos e o percentual pra cada município.

    abrcs!

  8. ANdre

    25 de dezembro de 2011 - 13:16 - 13:16
    Reply

    Agora imagine o que ficou no estado destes impostos arrecadados, pois só vem um percentual para o municipio. Entao, cadê as obras do Jatene? Po exemplo o IPVA tem de ser revestido na malha rodoviaria e pelo que sei as estradas estao um buraco só do norte ao sul do estado. O Jatene ta fazendo o que com este dinheiro? Guardando? Para que? Dinheiro tem…só ta mal administrado.

  9. jose n. filho

    22 de dezembro de 2011 - 23:51 - 23:51
    Reply

    anonimo das 22,53h. vota no teu maravilhosso prefeito defensor do carajas,” que so o vi defendendo o estado no comicio junto com o Tiao” e deicha que ele acabe de vez com a nossa cidade!

  10. anonimo

    22 de dezembro de 2011 - 09:06 - 9:06
    Reply

    Respondendo ao anonimo das 22,53h.
    Concordo sim amigo, com vc, pos poucos politicos do Brasil, fizeram o que o Tião fez, pavimentou a cidade, foi reconhecido pelo governo petista, como um dos prefeito que mais investiu na merenda escolar, nunca deu moleza na, limpesa da cidade, sempre manteve as contas da prefeitura em dias, saldando todos seus debitos junto as fornecedores locais, sempre manteve a folha de pagamento dos servidores em dias, é por esta e outras que os seus 45 Mil ELEITORES potencias le querem de volta na prefeitura.

  11. Anônimo

    21 de dezembro de 2011 - 22:53 - 22:53
    Reply

    É verdade que o Tião do Não já é considerado um dos mais ricos de Marabá,sem trabalhar, esta viúva e boa.poucos politicos do Brasil tomaria faria o que o Tião fez.ser omisso aos anceios de 92° dos eleitores de Marabá é muita confiança ou prepotência.o povo não esquecerá disso.

  12. Anônimo Filho de Marabá

    21 de dezembro de 2011 - 22:19 - 22:19
    Reply

    Caro Hiroshi, temos que fazer jústiça sobre o repasse dos recursos para alguns municipios. Como exemplo à ser seguido pelo demais prefeitos, veja o que vem fazendo o jovem prefeito de cúrionopolis CHAMONZINHO,transformando uma cidade que estava se tornando (FANTASMA),porque as pessos não tinham pespectivas de dias melhores, e estavam indo embora, deixando uma historia para trás.Graças a DEUS, este jovem resgatou a auto estima do povo húmilde de Cúrionopolis, transformando em um verdadeiro canteiro de obras aquela cidade, e investindo pesado na saúde e educação, transformando de forma rádical a qualidade de vida das pessoas.Hoje, quem tinha ido voltou, e quem pensava em ir, não vai mais.Basta, passar alguns minutos na cidade, que logo percebemos este sentimento.Parabéns jovem, e dinámico PREFEITO CHAMONZINHO!! Abraços Hiroshi.

  13. Anônimo

    21 de dezembro de 2011 - 21:56 - 21:56
    Reply

    Amigo Hiroshi, imagine toda essa grana nas mãos do Mario martins(SÃO JOÃO DO ARAGUAIA) quantas boiadas estão espalhadas em pastagens alugadas.É só o MP,PÓLICIA FEDERAL apurar, que com certeza coisas boas não iram encontrar. São João do Araguaia, é o múnicipio que mais útiliza notas fiscais frias, para lavar dinheiro.A dica tá dada,basta correr atrás.Mãos a obra MP/PF.

  14. Anônimo Filho de Marabá

    21 de dezembro de 2011 - 21:15 - 21:15
    Reply

    Hiroshi, existem aqui em Marabá e região, várias e várias emprêsas de fachadas, apenas para lavar a dinheirama para as nossas prefeituras. Agora vejam só uma coisa, a contabilidade da maioria dessas prefeituras, é comandada por um aúditor fiscal do (TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICIPIOS) chamado LUIS FERNANDO, que tem um escritório contábil, com altos contratos com as mesmas,e que aliás, foi preso em uma operação do MPF e POLICIA FEDERAL, fato este amplamente divulgado pela imprensa do Pará, e que foi abafado posteriormente por envolver segundo fontes, peixes graúdos do TCM. Como podemos ter segurança das aplicações corretas por parte de alguns gestores? claro, temos boas(RARAS) exeções.Portanto entendo como cidadão que este é mais um caso de policia.Muito,mais muito dinheiro repassados para, saúde e educação que precisam ter um companhamento dos orgãos competentes para sua fiscalização e aplicação.Vamos a campo CGU,MPF,POLICIA FEDERAL,apurem a aplicação de toda essa grana, que com certeza voces darão uma resposta a sociedade.Agora, muito cuidado para não penalizarem inocentes que são pouquissimos.

  15. anonimo

    21 de dezembro de 2011 - 20:50 - 20:50
    Reply

    So para vc ter ideia um dos processos de improbidade constatou-se a contratação de serviços oftamologico de forma direta sem justificativa em processo de dispensa de licitação totalmente irregular….PAU NELE TIÂO DO NÂO

  16. Anônimo

    21 de dezembro de 2011 - 16:59 - 16:59
    Reply

    Essa dinheirama se transformou em prédios, terrenos imensos, fazendas a perder de vista, carrões de luxo e outros investimentos que não são de nosso conhecimento e que estão espalhados por esse imenso laranjal chamado Marabá-Pará-Brasil. O resto é conversa fiada.

  17. anonimo

    21 de dezembro de 2011 - 15:06 - 15:06
    Reply

    Aproveita cidadão e protesta tambem contra o orçamento estadual para 2012 em que o relator e o deputado Parcifal Pontes que esta alocando 85 % dos investimentos para Belem e somente 15% para o resto do estado.

  18. Prof. Alan

    21 de dezembro de 2011 - 10:55 - 10:55
    Reply

    André C. e João Dias, vou um pouco mais além: todo prefeito é obrigado a prestar contas, e todas as contas municipais devem estar à disposição dos cidadãos (art. 31, § 3º, da Constituição). Leiam o art. 30 da Constituição, pra saber quais são as atribuições dos municípios, e assim saberão o que podem cobrar dos prefeitos.

    Organizem-se em associações de cidadãos, centros comunitários, sindicatos, e cobrem dos prefeitos o cumprimento de seus deveres, fiscalizem as contas municipais, denunciem as irregularidades ao Ministério Público – e, sobretudo, não reelejam corruptos!

    Na página da CGU há uma cartilha, chamada “Olho Vivo no Dinheiro Público”, que ensina a fiscalizar a aplicação de recursos públicos na sua cidade (veja aqui: http://www.cgu.gov.br/Publicacoes/CartilhaOlhoVivo/index.asp).

    A melhor maneira de derrotar a corrupção é com informação!

  19. João Dias

    21 de dezembro de 2011 - 09:16 - 9:16
    Reply

    Com essa aula detalhada de busca de repasses União X Estados X Municípios prestadas pelo Profº. Alan, acessíveis no portal transparência do governo federal e estadual, entendo que, cabe, agora, ao cidadão e à sociedade participativa, cobrar a efetiva aplicação dos recursos, conforme a destinação de cada recurso alí indicado.

    sociedade cidadã e participativa é cidade desenvolvida.

  20. André C.

    21 de dezembro de 2011 - 01:58 - 1:58
    Reply

    Queria agradecer aos participantes do blog: Alberto, Prof. Alan e o próprio Hiroshi pela paciência e extrema atenção no envio das informações por mim solicitadas. Muito obrigado, mesmo! Mais do que um blog, uma verdadeira fonte de informações!

  21. Prof. Alan

    20 de dezembro de 2011 - 22:00 - 22:00
    Reply

    André C., vá ao Portal da Transparência do Governo Federal (www.transparencia.gov.br). Vá em “Transferência de Recursos”, selecione o ano e clique em “Por Estado/Município”. Vai abrir uma lista, clique no Pará. Pronto, estão todos os repasses feitos aos municípios do Pará no ano que você selecionou.

    Pra saber o valor dos repasses estaduais, vá no Portal da Transparência Estadual (www.portaltransparencia.pa.gov.br), procure na esquerda, na aba dos Relatórios, o item “Tesouro Estadual Repasses”. A consulta é um pouquinho mais complicada do que no portal federal, mas é interativa, dá pra destrinchar.

  22. jose n. filho

    20 de dezembro de 2011 - 21:01 - 21:01
    Reply

    Anônimo das 14:44, você alega que esses repasses são direcionados na grande maioria para saúde e educação e que os prefeitos não podem redirecionar pra obras de ifraestruturas, então me explica o porque que nos hospitais de marabá não te nem mesmo dipirona para atender os doentes?
    É uma vergonha o que esta acontecendo nos hospitais e postos de saúde de marabá, bom será o dia em que tivermos um órgão que fiscalize e que exija do prefeito o cumprimento de suas responsabilidades nesta cidade!

  23. Anônimo

    20 de dezembro de 2011 - 18:26 - 18:26
    Reply

    Esse montante só em 2010, imagine em 2011. que bom continuem roubando prefeitos!

  24. Hiroshi Bogéa

    20 de dezembro de 2011 - 14:21 - 14:21
    Reply

    Mande, Alberto. Claro que aceito. Abs

  25. Alberto Lima

    20 de dezembro de 2011 - 13:56 - 13:56
    Reply

    Antes que alguém pergunte:

    Belém: R$ 286.479.888,28 (total)

  26. Alberto Lima

    20 de dezembro de 2011 - 13:52 - 13:52
    Reply

    MUNICIPIO…ICMS…IPI …IPVA… TOTAL

    AFIGUEIREDO…1.473.165,61…43.907,86…63.737,63…1.580.811,10
    AZNORTE…3.852.894,68…128.258,53…79.429,45…4.060.582,66
    ANAPU …2.493.049,50…82.990,81…69.764,82…2.645.805,13
    BANNACH…1.699.806,47…56.584,65…26.748,24…1.783.139,36
    B J TOCANTINS…1.699.806,47…56.584,65…98.804,50…1.855.195,62
    BGARAGUAIA…1.473.165,61…49.040,03…28.371,04…1.550.576,68
    B BRANCO…6.572.585,04…218.793,96…253.509,37…7.044.888,37
    CANAACARAJAS…21.190.920,74…705.421,90…565.975,25…22.462.317,89
    CON ARAGUAIA…3.966.215,11…132.030,84…521.379,57…4.619.625,52
    CUM NORTE …3.966.215,11…132.030,84…19.318,73…4.117.564,68
    CURION…2.266.408,63…75.446,19…167.439,52…2.509.294,34
    DELIZEU…4.532.817,27…150.892,38…392.713,43…5.076.423,08
    ELDCARAJAS…2.946.331,22…98.080,05…163.254,08…3.207.665,35
    FLOARAGUAIA…3.739.574,24…124.486,22…92.947,11…3.957.007,57
    GOIADOPARA…3.059.651,66…101.852,36…244.900,98…3.406.405,00
    ITUPIRANGA…2.946.331,22…98.080,05…243.468,61…3.287.879,88
    JACUNDA…3.512.933,38…116.941,60…623.930,81…4.253.805,79
    MARABA…77.397.854,88…2.576.487,49…7.265.014,69…87.239.357,06
    NOVAIPIXUNA…1.699.806,47…56.584,65…137.557,71…1.893.948,83
    NREPARTIMENTO…4.079.535,54…135.803,15…336.672,01…4.552.010,70
    OURINORTE…3.172.972,09…105.624,67…399.473,41…3.678.070,17
    PACAJA…3.286.292,52…109.396,98…139.926,18 …3.535.615,68
    PALDOPARA…1.473.165,61…49.040,03…33.775,41…1.555.981,05
    PARAUAPEBAS…146.523.318,24…4.877.596,39…4.222.200,79…155.623.115,42
    PAUDARCO …1.586.486,05…52.812,33…32.208,30…1.671.506,68
    PICARRA…2.266.408,63…75.446,18…23.324,14…2.365.178,96
    REDENCAO…8.499.032,38…282.923,22…2.506.810,73…11.288.766,33
    RIO MARIA…3.286.292,52…109.396,98…364.234,86…3.759.924,36
    RONDON PARA …3.852.894,68…128.258,53…580.138,64…4.561.291,85
    SANTA MARIA BARREIRA…3.512.933,38…116.941,60…56.842,94…3.686.717,92
    SANTARAGUAIA…4.872.778,57…162.209,31…233.188,09…5.268.175,97
    SDOMARAGUAIA…1.926.447,34…64.129,26…170.801,50…2.161.378,10
    SAO FELIX XINGU…9.292.275,41…309.329,40…275.307,82…9.876.912,63
    SGERARAGUAIA…2.719.690,36…90.535,43…124.187,50…2.934.413,29
    SJOARAGUAIA…1.699.806,47…56.584,65…39.519,90…1.795.911,02
    SAPUCAIA…2.039.767,77…67.901,58…52.658,69…2.160.328,04
    TUCUMA…4.646.137,70…154.664,70…724.735,19…5.525.537,59
    TUCURUI…62.326.237,45…2.074.770,31…1.507.037,52…65.908.045,28
    XINGUARA…7.479.148,50…248.972,44…962.194,43…8.690.315,37

    Total geral repassado pelo governo estadual em 2011:
    R$ 467.151.490,32

    Ou seja: dinheiro pacas!!!

  27. Alberto Lima

    20 de dezembro de 2011 - 12:51 - 12:51
    Reply

    Muito dinheiro?? Sim!

    Mal administrado?? Infelizmemte, também sim!

  28. João Dias

    20 de dezembro de 2011 - 11:26 - 11:26
    Reply

    Milagre dos pães

    Confrontando os repasses federais com a aplicação desses recursos em prol das demandas sociais, observo que certos prefeitos operaram verdadeiros milagres. Diria que na razão inversa do montante.
    Determinado Prefeito recebeu R$:18.344.393,58 e outro R$:194.864.779,72, contudo, o que recebeu mais repasses, ignorou os mais elementares princípios de Administração Pública e o que recomenda a NGP.

    Sociedade cidadã e organizada é mais desenvolvida.

  29. jose benjamim braga

    20 de dezembro de 2011 - 08:50 - 8:50
    Reply

    . . . em se tratando de Parauapebas temos a informar que o valor listado pelo blog significa somente a metade, isto mesmo, somente a metade da receita do município. O ICMS, o ISS e mais alguns recursos estaduais são extremamente significativos para o Municipio.
    Contudo, o que não é significativo são as obras e serviços executados com este dinheiro. O povo, igualmente os muculmanos, ainda aguarda a vinda de um salvador, e que este pelo menos chegue prometendo pouco e fazendo algo mais com tanto recursos que o município tem.

    Que Deus nos proteja. . . .

  30. Raimundão

    20 de dezembro de 2011 - 00:24 - 0:24
    Reply

    Os Governos Federal e Estadual não têm culpa se a verba não é aplicada corretamente. Com a palavra os Srs. Prefeitos.

  31. André C.

    19 de dezembro de 2011 - 23:48 - 23:48
    Reply

    Hiroshi, por favor, como faço para conseguir os referidos dados para todos os 143 municípios do Estado do Pará? Obrigado!

    • Hiroshi Bogéa

      20 de dezembro de 2011 - 08:52 - 8:52
      Reply

      André, entre em contato com a CGU (Controladoria Geral da União), procure no site da instituição os contatos. Abs

  32. Anônimo

    19 de dezembro de 2011 - 22:58 - 22:58
    Reply

    Uma coisa é o repasse federal e outra o estadual! É uma grande bobagem minimizar a má utilização desses recursos assim como a falta de transparência da gestão para manter o discurso do plebiscito que já passou! Devemos exigir mais do governo Estadual! Mas não esqueçamos que os prefeitos de todos esses municípios estão recebendo recursos sim! E o resto nós sabemos…

  33. Raimundo

    19 de dezembro de 2011 - 20:30 - 20:30
    Reply

    Meu caro Poster (acho que assim se chama aos que fazem blogs) o que disse acima o anonimo, reforço faça mesmo um levantamento dos repasses estaduais aos municipios se não de todos pelo o menos desses do sul do estado, para que a população possa medir o quando foi feito e quanto poderia ser, voçe vai prestar um grande beneficio a toda população, um levantamento desse anual vai deixar muitos maus gestores preocupados em saber que a população vai ter acesso a essas informaçoes e seguramente vai contribuir para melhor os gastos dos municipios, parabens pela excelente materia.

  34. Prof. Alan

    19 de dezembro de 2011 - 20:23 - 20:23
    Reply

    Anônimo das 14:44, olhe lá no Portal da Transparência a distribuição dos recursos. É muito dinheiro sim pra saúde e educação, mas não é a maioria. E além disso ainda existem os repasses estaduais e o orçamento próprio dos municípios.

    Não adianta querer defender os prefeitos, eles tem sim que mostrar mais serviço e ter muito mais transparência na gestão desses recursos.

  35. anonimo

    19 de dezembro de 2011 - 14:44 - 14:44
    Reply

    Não significa dizer que tais repasses os prefeitos podem utililizar em obras nos municipios pois em sua maior parte vem direcionados para saude e educação e não podem ser redirecionados para infra estrutura.

  36. anonimo

    19 de dezembro de 2011 - 14:39 - 14:39
    Reply

    Aproveita e publica tambem quanto o Estado repassa de obrigações constitucionais tais como ICMS e IPVA para os municipios de todo Para inclusive Belem.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *