Hiroshi Bogéa On line

Reatando laços

No papo que Almir Gabriel teve com Simão Jatene, pelo telefone, os dois decidiram sentar-se à mesa, em Belém, aparar avaliar a situação do PSDB no Estado.

Assim, de mansinho, Gabriel retorna ao ninho. E à política.

A fonte é super credenciada. Plenamente de boa fé.

Post de 

4 Comentários

  1. Anonymous

    19 de setembro de 2008 - 12:26 - 12:26
    Reply

    Bom, vamos falar seriamente. O Almir deve responder pelos seus erros, que foram muitos. O mais importante foi ter formado um grupinho de incompetentes e semi analfabetos que por mais de 12 anos comandaram o Estado, beneficiando-se do poder sem construir uma alternativa de desenvolvimento estratégica para o Pará. Por essa visão miope, Almir e Jatene deixaram aberto o caminho para Ana Julia aproveitar e lançar programas bastante ouçados que, idependente de serem realizados, prometem mudar realmente o modelo econômico do Estado.
    Se esses políticos querem retornar a comandar o Estado, devem, primeiro se desfazer desse grupo, alguns dos quais permaceceu como secretários por 12 anos e, sejamos honestos robaram demais. Depois suas propostas devem ser melhores que as do atual governo, no sentido do desenvolvimento sustentável para o Pará, é realmente difícil.

  2. Anonymous

    19 de setembro de 2008 - 00:13 - 0:13
    Reply

    Pô cara RUI BARBOSA deve ter tremido no túmulo com tanto erro de português.

  3. Anonymous

    18 de setembro de 2008 - 11:08 - 11:08
    Reply

    Bons Prétimos!!!!!! uma só para não esquecer: construção da alça viária, qualidade desta e seu nome emplacado em uma das obras par que nós numca mais esqueçamos a merda que foi isso.
    Henrique CL

  4. Anonymous

    17 de setembro de 2008 - 20:08 - 20:08
    Reply

    Apesar do meu respeito pelo dr. Almir Gabriel, me reservo ao direito de comentar que o seu tempo já passou. Nós agradecemos pelos bons préstimos e desejamos-lhe uma boa aposentadoria, cuidando dos seus canteiros de flores.

    Maquiavel

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *