Hiroshi Bogéa On line

Rasgando fantasias

A blogueira Bia, também conhecida por Adelina Braglia, comentando o post “Em todos os sentidos”, acredita que o atual governo “não tem a menor generosidade política”. O que diz integralmente:

Talvez você seja a primeira pessoa a quem, publicamente, manifesto minha opinião. E ao fazer isto, depois de oito meses, não temo ser leviana.

Fiz parte do governo que você chama de império tucano e, assim como muitos, não me considerava parte do império. Deixei de ser “tucana” em 1992, mesmo tendo participado ativamente da fundação do PSDB no Pará. E não me envergonho disto, assim como não me envergonho de ter sido defensora e eleitora de Jader em 1982. Nós somos nós e as circunstâncias que nos envolvem, né?

Mas fiz parte, sem nenhum constrangimento, de um governo que me permitiu desenvolver um projeto democrático de política pública, desde 1996, e que hoje está abandonado,infelizmente. O atual governo não tem a menor generosidade política e partiu do arrogante princípio de que tudo o que era do governo anterior não merecia ser avaliado com seriedade para ser criticado, substituído ou aprimorado. Deu um del!

O PT no poder tem o vício de reinventar a roda, mas a reinventa quadrada. E até que ela tenha suas quinas abauladas, haja paralização e mesquinharia, para depois cair na mesmice!Veja o exemplo nacional: o PT quebrou o único patrimônio que até a direita respeitava. Acreditava-se numa esquerda onde a ética – e a honestidade – eram baluartes de um projeto de estado. Era um princípio intransigível. Mas, quem conviveu aqui no Pará com os esquemas petistas de aparelhamento de entidades sindicais e populares, com a proliferação de entidades divisionaistas quando não conseguiam a hegemonia do poder, não se surpreendeu tanto assim. Mas, eu tinha esperança num projeto de nação.

Sou eleitora de Lula desde a sua candidatura ao governo de São Paulo, em mil novecentos e nada e só não votei nele duas vezes: uma quando Mário Covas foi candidato à presidência(votei em Lula no segundo turno) e em 2006, quando não votei em ninguém, por decisão de consciência. Lula e Alckmin já eram o prenúncio de um Brasil infeliz.

Estamos aí há seis anos, com escândalos que se sucedem sem conclusões, a política econômica está mantida integralmente, o desemprego afeta diretamente cerca de 9 milhões de brasileiros e 25 milhões vivem no subemprego.O PT tem, na verdade, um frágil projeto de poder e não um projeto de estado. E ainda que permaneça no governo 30 anos, será sempre frágil, será sempre capitaneado pela mesma elite política e econômica que domina há décadas as rédeas. Aliás, devíamos parar de chamá-los de elite, conceito que traz em si o entendimento de uma coisa superior, mesmo que criticável. Eles são uma choldra e é com ela que o PT governa. Lá e cá.

Lula mantém o modelo concentrador de renda, o sistema financeiro jamais lucrou tanto e cristaliza-se no Brasil a idéia de que produzir é para os tolos. Os espertos, especulam. Ou locupletam-se.Para equilibrar o crescimento da miséria, num quadro de estagnação política, amplia-se o Bolsa Família, um acolchoado para evitar a crise maior. A cidadania amortece. Confunde-se direito com assistência. E espero que ninguém imagine que acho que não se deve fazer política social que atinja diretamente a miséria e a fome.Mas, sem investimentos produtivos, sem a crição de postos de trabalho, vamos conseguir manter as famílias na expectativa de um milagre? Econômico ou político?

Vejo hoje o Brasil como o país que aprofunda cada vez mais o fosso entre os que não comem e os que comem demais.Não vejo perpectiva diferente no estado do Pará. Infelizmente. Seremos alvo de muita pirotecnia ainda. E, como sei que você me conhece um pouco, jamais imagine que eu sou da turma do quanto pior melhor. Eu sou da turma que sempre acreditou que quanto pior, pior mesmo. O erro do outro jamais me estimula.

Post de 

7 Comentários

  1. Anonymous

    20 de agosto de 2007 - 20:21 - 20:21
    Reply

    Concordo com o Francisco, a “Bia” foi impec�vel.
    No entanto, chamar uma discuss�o daqui pra frente, � pr�prio de tucano, ou seja, “esque�am o que eu escrevi”, “esque�am o que eu fiz”. N�o � assim, caro Francisco! O presente e o futuro n�o est�o de costas pro passado. Talvez, a toler�ncia com o governo LULA, por parte do nosso povo, n�o seja t�o maior que aos outros que l� estiveram. Talvez, o povo realmente esteja vivendo melhor, e devido ao sol, que mais lhe queima que ilumina, ainda n�o conseguiu perceber que foi o jeito tucano de governar que lhe concedeu este favor. Ora, amigo, aceite, o povo tamb�m pensa, tamb�m existe.
    Francisco, os tempos mudaram, nem tudo foi FHC e o PT que criaram. O mensal�o foi o PSDB que criou e o PT aperfei�ou.
    Decorre, amigo, que quem criou o mensal�o, vendeu as estatais, inclusive CVRD, comprou a reelei�o (um golpe, n�), assinou a ALCA, quase vendia a Base de Alc�ntara-MA, SIVAM, afundou a P-36, criminalizou os movimentos sociais, virou as costas pro nordeste…N�o devia vir com “nhenhenh�m”. Essa gente, n�o t� falando s�rio, n�.

    Pensar assim, amigo, n�o � endossar o governo LULA.
    A postura dos tucanos e dos “demos”, se tornam golpistas n�o � pelo seu conte�do, mas por sua origem. � duro, amigo, mas os tucanos e democratas n�o apagar�o seu passado. N�o � assim. O povo existe e, pasme, tem mem�ria, ela � simb�lica, n�o � seletiva.
    Felizmente � assim.
    Eu, c� na minha percep�o, tenho pra mim, claramente, que o atual governo � corrupto, mas ningu�m ir� me convencer que seja mais que o anterior. At� vejo a pol�cia prender gente, que antes sequer sonhava. � verdade, amigo.

    Querer plantar na imagina�o popular que estamos diante do “governo mais corrupto da nossa hist�ria”, que o Brasil acabou, que tudo d� errado…sei n�o, amigo. Acho que n�o vai colar. Acho mesmo.

    Tem coisas amigo, que nos bastam quaisquer dos cincos �rg�o sensoriais: olhos, ouvidos, pele, l�ngua e nariz. Quaisquer deles bastam para se perceber que n�o � bem assim.

    Nesse sentido, a g�nese contamina o conte�do. LULA deve, mas n�o � ao PSDB/Demo. � ao povo. N�o esque�a, tamb�m n�o esque�a voc� o povo existe e pensa.

    No demais, o problema � que os tucanos acham que FHC � Deus, e os petistas, pensam diferente, acham que � LULA.

    Eu,pra ser honesto, vou de Helo�sa Helena.

    Jo�o Carlos Rocha, Bras�lia-DF.

  2. Hiroshi Bogéa

    20 de agosto de 2007 - 18:21 - 18:21
    Reply

    Caro Francisco, amanheci a segunda-feira surfando aquele famoso corre-corre de segunda. Meu esforço tem sido no sentido apenas de atualizar os comentários postergando para o final do dia minhas respostas. Sua manifestação às criticas de anonimos ao comentário de Bia me tranquilizam porque o faria também. São minhas, agora, suas colocações.
    O clima aqui em Marabá está pesado amigo. A violência geral deixando todo mundo atônito. Até eu que não sou de refugar diante do trágico, senti o drama.
    Abraços.

  3. Francisco

    20 de agosto de 2007 - 18:08 - 18:08
    Reply

    Caro Hiroshi,

    Sem querer o comentário de lavra da Adelina Braglia, também conhecida por Bia, como vc referiu ao introduzir o assunto em seu blog, acabou se transformando no samba do crioulo doido.

    Explico melhor.

    Mas, antes , permita-me cumprimentar a articulista, que nos brinda , sempre, com lúcidas e muito bem fundamentadas opiniões . Alhures e algures.

    Quem, como eu, viaja pela blogoesfera paraense já a conhece. E admira.

    Bia, mais uma vez , articulada e inteligentemente , desnuda o verdadeiro caráter (?!) deste (des) governo petista.

    Medíocre.
    Pequeno em sua arrogante pretensão de ser o único, sempre.
    E, sobretudo ,rancoroso.

    Mas, vamos ao samba do crioulo doido, que falei acima.

    Quando imagino comentários contraditando Bia, no mínimo com igual elegância e solidez argumentativa , eis que os anônimos das 11:18 e 11:45 iniciam chamando-a de Cris!!!

    E desenvolvem toda a prosa sempre tratando-a por Cris!!!

    Quando todos ( pelo menos quem , de fato, lê ) sabemos que Cris é outra assídua blogueira que também aqui se manifestou em carinhosa referência a qualidade da Bia ao dizer para vc, Hiroshi,

    “entendeu agora ( Hiroshi) porque eu ( Cris ) a admiro ( Bia ) ” !

    Mas, preclaro Hiroshi , há coisa pior.

    O anônimo das 11:45 critica Bia por esta afirmar ( segundo ele ) que “existiu seriedade no governo FHC”.

    Agora, caro Hiroshi , e demais comentaristas, corram os olhos pelo texto de Bia , por todo ele , de alto a baixo , de cabo a rabo(permitam-me ) e digam-me onde está dito o que o anônimo das 11:45 diz que Bia disse !!!

    Poupo-lhes o trabalho – em lugar algum.
    Não existe em nenhum lugar do comentário a pretensa assertiva objeto da crítica.

    Pergunto-lhes, como criticar o que inexiste?

    Quem não tem como defender o governo do PT , posto que os fatos objeto do comentário de Bia são incontestáveis , apela para um clichê criado pelos petralhas “o jeito tucano de governar “.

    Essa é uma velha tática, como não se pode defender o indefensável posto que a verdade salta aos olhos de maneira clara e inquestionável , tenta-se desqualificar a comentarista acusando-a de ser ou de ter sido integrante do “jeito tucano de governar “.

    Bia, como eu, e milhões de brasileiros ( espero, no mínimo que sejam muitos ..) , não aceitamos mensalões, desvirtuamento no uso das concessões de rádio e tv, alianças políticas espúrias,etc,etc. Venham de onde vierem!

    Ou , só prá ficar em um exemplo, não foi Sarney – lá atrás – quem disseminou o mau uso das concessões de rádio e tv ??? E alguém acha que é produtivo falar-se em “jeito Sarney de governar “.

    A questão é simples – saiu do trilho, puna-se.
    Dane-se o partido, dane-se o político.
    O que temos que ter é a coragem de não aceitar o desvio , parta de onde partir!

    O que o povo tem de exigir é correção,
    honestidade,
    o bom uso do dinheiro público de qualquer governo, seja ele de que partido for.

    Isso é cidadania, é consciência política.
    Isso é prestar um serviço à melhoria política do Brasil.

    E não tolerar o roubo, a bandalheira, o desmando , a impunidade porque outros já o fizeram .
    Este país tem que cuidar do presente.
    E COBRAR do Presidente!

    Mas, antes , começar cobrando do vereador, do deputado estadual , do federal , do senador, etc.
    Cobrar, sempre!

    Desqualificar, nunca!

    O resto, Hiroshi , é , como diria o poeta ,

    “o uivo estridente da quimera desconsolada “

    Salud !

  4. Anonymous

    20 de agosto de 2007 - 14:45 - 14:45
    Reply

    Hiroshi,

    A CRIS quando se refere que o PT destruiu uma esperança que se tinha de um dia prevalecer a seriedade no trato da coisa pública é fato. No entanto, afirmar que isso existiu no governo de FHC e de outros que passaram, não é sustentável. Aliás, onde o PT e LULA nos decepciona é justamente na manutenção das práticas tucanas, no jeito tucano de governar. Coisas tipo mensalão, concessões públicas de rádios e TV’s, aliança com PMDB,PTB e tanto mais.

    Quando LULA fala de “herança maldita” para PSDB/DEM,para a mídia, isso é apenas uma desculpa esfarrapada, mas para o povão isso sintetiza muito bem o que foi o governo FHC.

    Cara amiga CRIS, essa ética que você fala estava tão ausente no governo FHC quanto no governo LULA.
    Se hoje, isso aparece mais na grande e pequena imprensa é uma outra história, para a qual o povo não está nem um pouco interessado, como já deu pra perceber.

    Não voto mas no PT, votei todas, mas não endosso nem me sensibiliza ver essa gente do PSDB/DEM falando de coisas sérias. Paciência, né.

    Essa é a questão: quem tá querendo cobrar do LULA são os velhacos.

    Não vai colar!!!

  5. Anonymous

    20 de agosto de 2007 - 14:18 - 14:18
    Reply

    Concordo com tudo que a CRIS fala em rela�o ao PT, � uma decep�o profunda. Por�m, sinceramente colega, reconhe�amos, o povo ainda ap�ia LULA, pela obviedade que FHC foi um desastre. Os governos que antecederam ao atual, principalmente FHC, n�o tinha nenhuma identidade com o BRASIL. Dizer que o fosso entre ricos e pobres aumentou no governo LULA, sinceramente, carece de fundamento.

    Agora, no demais, reconhe�o, o PT se apequenou politicamente.

    Contudo, cara amiga CRIS, essa conta o PT deve aos seu militantes, �s suas bases e, principalmente ao povo. Quem est� se arvorando, como se credor fosse, sinceramente, tem muito a pagar.

  6. crisblog

    20 de agosto de 2007 - 12:53 - 12:53
    Reply

    Bom dia, Hiroshi.

    Você entendeu agora porque eu a admiro?

    Abraços.

  7. Bia

    20 de agosto de 2007 - 11:55 - 11:55
    Reply

    Caro Hiroshi,

    obrigada pela publicação do comentário. Acho que é bom estabelecer a discussão.
    Posso estar enganada na minha avaliação. E seria estimulantre descobrir que errei!

    Abraço forte.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *