Hiroshi Bogéa On line

Ranking do ICMS

Metade da receita de ICMS do Pará a ser dividida entre os 143 municípios do Estado no próximo ano ficará com apenas seis deles, representando menos de 5% do total. Assim, em média, cada um deles terá direito a 10 vezes mais imposto do que os outros 137. Belém, com percentual de pouco mais de 20%, ainda será o líder, mas Parauapebas já tem direito a quase metade (9%) do que cabe à capital, com quase 25 vezes mais habitantes. Barcarena é o terceiro município em receita de ICMS, com direito a 6,43%, seguindo-se Marabá (5,85%) e Tucuruí (4,69%). Ananindeua, que tem a segunda maior população e ocupava a mesma posição no âmbito tributário, está agora em 6º lugar, com 4,34%.

Informação é de Lúcio Flávio Pinto.

Post de 

2 Comentários

  1. Anonymous

    14 de setembro de 2007 - 21:04 - 21:04
    Reply

    O atual governo de Parauapebas ainda reclama. O chefe de gabinete do Darci-PT, após 3 anos de governo (período que entrou mais de 1 bilhão de reais nos cofres do município), e com menos de 14% dos domicílios atendidos com saneamento, diz que precisaria dobrar os recursos para atender toda a população. O que ele quer é mais recursos. Esse poço não tem fundo.
    A despeito a cidade está cheia de “outdoors” com publicidade pessoal do prefeito, claro flagrante de ilegalidade.

  2. Anonymous

    14 de setembro de 2007 - 17:16 - 17:16
    Reply

    Os dados somente provam os níveis de pobreza e exclusão social que tomaram conta de Belém e Ananindeua. 1/3 da população e apenas 24,34% das riquezas ou seria sonegação?

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *