Radicalismo à vista

Publicado em 25 de junho de 2007

Se o governo do estado não comprovar até a próxima sexta-feira ações concretas de liberação dos planos de manejo engavetados na secretaria de Meio Ambiente, o setor produtivo vai à guerra. Melhor explicando: colocará tropas de descontentes nas ruas dos municípios para mostrar que não está para brincadeira. A decisão para o confronto foi tomada entre lideranças das indústrias madeireiras de diversas regiões.
Projeção é realizar a maior manifestação popular contra um governo estadual em todos os tempos. E motivação os organizadores tem em demasia: desesperados pais de família desempregados, prejuízos sem tamanho nos contratos de exportação e, o mais importante, estrutura financeira para financiar a mobilização de levas de desesperados.
Basta acender o rastilho.