Hiroshi Bogéa On line

Racionalidade num texto enxuto

 

No meio da tarde desta segunda-feira, 31, o poster leu texto que o presidente da Frente Pró Estado de Carajás, João Salame, estava terminando de redigir para publicação no portal ORM, a pedido da editoria política do sítio do grupo Liberal, defendendo a criação dos Estados de Carajás e Tapajós.

Prospectando números oficiais dos governos Federal e Estadual, o deputado estadual apresenta argumento de extrema racionalidade.

De quando da publicação do artigo, seu conteúdo levará pressão às Frentes do Não.

Salame desenvolve  linha de  raciocínio capaz de causar embaraços a quem contesta a divisão do Estado usando a realidade dos números e a capenga situação de investimento do governo do Estado.

Aguardemos a publicação do artigo, anunciado para as próximas horas.

Post de 

12 Comentários

  1. neto

    5 de novembro de 2011 - 13:18 - 13:18
    Reply

    E claro que esses dados do jão salame estão manipulados, em matematica não cabe duas respostas ou dois valores verdadeiros em uma equação certo?
    VOTO PELO NÃO – imagine vc o anonimo acima falando que asdrubal bentes irá reforção a campanha separatista…. eiiiiiiiiiii acorda!!!!! ele e giovanni não aparecerão mais na campanha, todos dois processados…..bobão….
    vejam os numeros do estado do tocantins.
    9% da população consume 94% dentro do estado..o resto e miséria….analfabetismo, morte e corrupção…..
    amigos..com esses politicos que estão ai,ficará todo mundo na miséria…….ACORDEMMMMMMMMMM…..VCS SABIAM QUE A FORTUNA DO GIOVANNI QUEIROZ É A 20ª ENTRE OS POLITICOS DO BRASIL….? ESTÁ LÁ AS CIDADES QUE SEMPRE O ELEGE……NA MISÉRIA…….ACORDEMMM!!!!!!!

  2. A Força do SIM...

    3 de novembro de 2011 - 15:44 - 15:44
    Reply

    Amigo ANONIMO
    novembro 3rd, 2011 at 13:59, pelo visto vc perdeu a esperança no mundo. Participar do processo político é muito fácil, é só colocar a cara pra bater entendeu? Porque vc não se prontifica? se é que vc acredita em vc mesmo, né? Eu acho que não. Meu irmão, existe um dito popular que diz que “quem tem medo de k…, não come”, nós temos que acreditar em alguma coisa ou em alguém, o que não dá é pra ficar com a boca escancarada cheia de dentes, esperando o “governador da Karla Maués” chegar. O teu voto é decisivo, tanto para o plebiscito, quanto para o processo de eleição das pessoas. Nós vamos colocar quem nós quisermos pra governar isso aqui. Da mesma maneira como nós temos feito com esses palhaços que nos governaram até agora dando ordens lá de Belém.

  3. ANONIMO

    3 de novembro de 2011 - 13:59 - 13:59
    Reply

    Aqui no sul e sudeste do estado,discutir criação do estado de Carajás é o mesmo que chover no molhado,o que preocupa à todos é a classe política,ouve-se e lê-se,que já deram sumiço em CINCO MILHÕES do caixa de campanha,é só o começo.è essa raça que quer dirigir o futuro estado ? Como diz aquele comentarista esportivo : ÉÉÉguuuua !! Agora me deu medo !! E com todo respeito: O João antes de mais nada..é um politico,e dos mais pretenciosos ! O instinto de sobrevivencia sempre falará mais alto e primeiro,não vai mudar ,a história diz isso.

  4. Essa uma

    3 de novembro de 2011 - 12:54 - 12:54
    Reply

    Incrível a cara de pau de Karla Maués, conhecida neste blogue como a Spam. Acha ela que não há pessoas corretas e bem formadas na região, para generalizar da maneira como fez em sua postagem infeliz? O anônimo das 11;20 deveria assinar a nota pois acertou muita coisa nela. Carajás nasceu de um encontro de presidentes de Câmaras Municipais da região da Associação dos Municipios do Araguaia e Tocantins, nos anos 80. E ao aderirem à ideia de emancipação, cada município o fez oferecendo os seus limites municipais formando o Carajás. Daí o mapa que Karla Maués quer que o presidente da Frente Pró Carajás explique. Outra coisa, não está certo ela colocar todos os cidadãos em condições de serem votados ou votar, numa vala comum dos corruptos. Que é isso?
    Agenor Garcia
    jornalista.

  5. Karla, a Spam

    3 de novembro de 2011 - 11:20 - 11:20
    Reply

    Ela voltou.
    Com relação ao “mapa”, saiba que são os municípios que integram a Associação dos Municipios do Araguaia e Tocantins, que pela decisão dos seus prefeitos, fizeram a adesão, cerca de 30 anos passados. Desde lá, que a ideia de emancipação existe nos corações e mentes de nossa região. Cada estado, emancipado, se Deus quizer, assume os seus compromissos sejam eles com o novo Pará, seja com a União. Conforme a tradição republicna que existe entre as unidades federativas brasileiras. Quanto à sua ilação de que os futuros gestores são corruptos, não passa de preconceito seu, de pré-julgamento e de uma tremenda desfaçatez. Nem todos são como tú pensas. Pois senão, que dirá dos Maués que vivem no Baixo Amazônas, são eles todos corruptos? Ou somente aqueles que exploram os mocorongos desde priscas eras. Me diga, por favor.

  6. Eu voto 55, não à divisão

    3 de novembro de 2011 - 09:54 - 9:54
    Reply

    Por que eu acreditaria nos numeros do Salame ao invés de acreditar nos dados do Rogério Boueri (economista do Ipea) ? O Ipea é um orgão totalmente isento em quanto João Salame é o presidente da Frente Pró-carajás, então eu me pergunto novamente, por que eu de deveria acreditar no Salame e não no economista do ipea?!

  7. anonimo

    2 de novembro de 2011 - 18:21 - 18:21
    Reply

    Karla Maues voce sabe me explicar o principio da fissão dos atomos da bomba de nitrogenio. Acredito que sim pois voce entende de tudo.

  8. anonimo

    2 de novembro de 2011 - 18:18 - 18:18
    Reply

    Alguem sabe,viu ou tem noticias de alguma obra do governo estadual (pergunto).
    Temos que sair urgente desta inercia existente e dirigirmos o nosso proprio destino. VIVA CARAJAS

  9. Anônimo

    1 de novembro de 2011 - 22:53 - 22:53
    Reply

    Nossa região está bem representada pelo dep.João Salame,Bernadete que dá aula em suas colocações,Asdrubal é Zé Geraldo que sempre ajudam nossa região.

  10. karla Maues

    1 de novembro de 2011 - 22:33 - 22:33
    Reply

    Com certeza ele vai xplicar como se chegou a este desenho do mapa da divisão. E com quem ficara a divida dos investimentos feitos no Estado?
    Com os “causos de desvio de FPE” que tem sido noticiado todas as semana, como podermos entregar dois Estados nas maos dos atuais gestores? Se dividisse, com certeza o Parázinho , MInas e Maranhao, perderiam a record colocação dos mais corruptos.
    EU v
    oto NÃO!!

  11. ANdre

    1 de novembro de 2011 - 13:19 - 13:19
    Reply

    Hiroshi,
    O Galego tem algumas vantagens positivas e esta com certeza é uma delas. Não é a toa que em seu primeiro mandato de dep estadual conseguiu ser vice presidente da ALEPA.
    Imagine este cara, superpreparado, nos debates que estao e que virao a acontecer.
    Diferenças politicas a parte, tenhominha admiração por ele.

  12. Anônimo

    1 de novembro de 2011 - 09:59 - 9:59
    Reply

    O Deputado João Salame é muito inteligente e articulado, a entrevista dele no jornal da TV Liberal foi excelente. Acho que Marabá está muito bem representada na esfera estadual. Acho que o erro do Deputado foi ter se articulado com Tião Miranda em outras épocas, isso me causou uma certa antipatia por ele (não vou fazer igual muitos e falar por todos). Agora com essa condução que está tendo na frente da Frente Pró Carajás começo a vê-lo com certa simpatia de novo.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *