Racha no PTB: Duciomar Costa e Tião Miranda se estranham em convenção

Publicado em 3 de julho de 2014

 

O ex-prefeito de Belém, Duciomar Costa, e os deputados estaduais  Tião Miranda e Eduardo Costa, acirraram os ânimos na convenção do PTB, em Belém,  confrontados por posições antagônicas sobre qual rumo dar ao partido na eleição de outubro.

Tudo começou depois que algumas lideranças do PSDB barraram acordo que estaria acertado previamente para o ex-prefeito de Belém sair candidato ao Senado, na coligação que o PTB faria parte, de apoio à reeleição de Simão Jatene.

Ao ter sua pré-candidatura ao Senado tombada pela maioria tucana, Duciomar Costa, presidente estadual da legenda,  decidiu redirecionar  rumos do PTB, cogitando, outra vez, encarar a disputa ao governo.

O recuo de Duciomar irritou, principalmente, os deputados Tião Miranda e Eduardo Costa, que defendem a coligação do PTB com o PSDB, na eleição proporcional,  como posição estratégica visando  menor fatia de votos de legenda para a eleição de deputados estaduais petebistas.

Na reunião preparatória à convenção, Duciomar se exaltou com Tião e Eduardo, havendo acalorada discussão.

Neste momento, a situação dentro do PTB é a seguinte.

O grupo fiel a Duciomar defende uma chapa pura do partido ao governo do Estado.

Outra ala acha interessante o presidente petebista levar o partido aos braços de Helder Barbalho, exigindo, para que esse movimente se concretize, vaga de candidato a senador na coligação PT/PMDB.

A terceira tendência, liderada por parlamentares, defende Duciomar candidato a deputado federal, numa composição com o PSDB. “Essa opção tornaria menos difícil a reeleição de Tião Miranda e Eduardo Costa”, revela fonte.

Para desenrolar o nó, formou-se uma Comissão Especial para analisar o quadro e apresentar sugestão final, até sábado, dia 5.