Queimando mãos

Sóbria. Assim pode ser descrita a entrevista da secretária da Segup, Vera Tavares, ao Diário do Pará. Reforça os números escandalosos já conhecidos da irresponsabilidade deixada pelo ex todo-poderoso Manoel Santino, assumindo, ao mesmo tempo, a coragem de dizer que o povo paraense não deve esperar muito, ainda este ano, por uma reação mais eficiente dos setores de segurança no combate a violência.
Falta grana. Falta gente. Falta treinamento. Falta estrutura. Falta segurança pública.
Então, que Nossa Senhora de Nazaré nos proteja.