Que nem miragem

Publicado em 9 de novembro de 2007

Às margens da grande avenida o elefante branco representado por imenso muro a cercar extensa área chama a atenção. E provoca comentários raivosos da população que anseia pela construção da obra até agora inútil. Trata-se da chamada e tão necessária Escola de Trabalho e Produção de Marabá, empreendimento que se fosse realmente construída contribuiria decisivamente para a formação de mão de obra e qualificação de profissionais da região Sudeste.

Como até agora o governo do Estado não se manifestou pela continuidade ou não da escola iniciada com a liberação da primeira parcela do convenio nos últimos meses da gestão Simão Jatene, o prefeito de Marabá decidiu denunciar o convênio.
E com toda razão!