Hiroshi Bogéa On line

Quase parando

Ao fazer um balanço da ausência de titularidade na Justiça de Marabá, o blog do jornalista Ademir Braz toca num assunto que vinha sendo alvo de críticas da sociedade havia bastante tempo: o entrai e sai de juizes em comarcas de número reduzido para um município pólo com demandas acumuladas. Onda braba, porque a presença física dos componentes do judiciário em seus respectivos locais de trabalho é o que atenua tensões e resguarda a confiança do cidadão na instituição fiadora da democracia.
No momento, aliás, o que Marabá está precisando mesmo é de atenuar tensões a acreditar no funcionamento pleno dos fiadores da democracia.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *