Quase lá

Marabá, não demora muito, supera Tailândia. E ganha facilmente o título de cidade mais violenta do Pará.

Falta pouco. Muito pouco.

Em plena sexta-feira, 01, emissoras de rádio amanheceram o dia contando os cadáveres.

Na Folha 22, como exemplo, jovem supostamente chefe de organização de tráfico encontrava-se morto na avenida. Assaltos à mão armada nos quatro núcleos, piratas na estrada.

Sitiada. É essa a expressão: Marabá está sitiada pelos bandidos.