Quando o “não” pode ajudar a reconstruir Marabá

Publicado em 7 de janeiro de 2013

 

 

Não será surpresa para o blog se o prefeito João Salame anunciar medidas amargas,  e boas notícias à população, durante o transcorrer desta semana.

Como ele tem reunião com todo o secretariado esta noite, provavelmente este  assunto será tratado com seus colaboradores.

Pelo menos nos quatro primeiros dias do novo governo, a posição firme do prefeito de não recuar diante dos pedidos de emprego, surtiu resultados.

Vereadores,  populares e até mesmo secretários, já sentiram a determinação do chefe do executivo de não arredar pé de suas convicções quanto a necessidade de combater o empreguismo como uma das medidas para  vencer as adversidades construídos ao longo dos últimos quatro anos.

Pedir emprego ao prefeito hoje,  é um ofício fadado a insucesso.

É um bom começo, considerando a  ânsia de muitos por uma “fezinha” na administração noviça, e que se depararam com a postura irredutível  do prefeito.

Quarta-feira, 7, o governo municipal completa sete dias.

Se não cortar gastos na carne, a situação administrativa  da prefeitura de terra arrasada, tende a piorar.