Quando o jornal confunde o leitor

Publicado em 19 de novembro de 2011

 

Ler matéria no caderno de Polícia do Diário do Pará sobre a condenação a 25 anos de cadeia de um bandido que assassinou um jovem, no bairro da Sacramenta, em Belém, fica sem saber a verdadeira identidade de quem matou e de quem morreu.

No texto da matéria à página 5 (edição de 17 nov), a redação do jornal aponta o criminoso como sendo Eder Pinheiro Carvalho.

No resumo, ao lado,  aponta outro criminoso: Anderson Abreu, que viria a ser a vítima, no texto da matéria principal.

O jornal confundiu o leitor, que fica sem saber quem matou e quem morreu.