Quando a maracutaia prevalece

 

Daqui a pouco, o blog se posicionará em relação à sessão da Câmara Municipal de Marabá que praticamente absolveu a vereadora Elka Queiroz (PTB)  das acusações de desvio de função e quebra de decoro, imputando-lhe apenas 30 dias de suspensão de mandato.

A sessão vergonhosa de sexta-feira, 25, reflete tão somente o baixo nível da maioria dos vereadores que a compõem.

Os “fora  da lei”, conforme expressão designada por uma vereadora revoltada com a rejeição de parte  do relatório que pedia condenação à parlamentar,  venceram a queda de braço, premiando uma vereadora irresponsável.

Ainda hoje, o blog  voltará ao assunto.