Qual dos três?

Publicado em 23 de julho de 2008

Ao denunciar suspeita de superfaturamento na obra do Fórum de Marabá, inaugurado em 5 de novembro de 2004, o advogado Erivaldo Santis , da diretoria da subseção de Marabá da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em entrevista à Clube AM (matéria também no Diário do Pará), disse que o dono da empresa Engetel Engenharia Ltda, vencedora da licitação e construtora de um prédio em risco de desmoronamento, “é filho de um desembargador aposentado, que na época da licitação da obra, coincidentemente, era presidente do Tribunal de Justiça do Estado”.

O advogado pecou por não citar o nome da autoridade, deixando no ar a suspeita de tratar-se de um dos três desembargadores: José Alberto Soares Maia – presidente do TJE no período de 1999/2001; Climenié Bernadette de Araújo Pontes (2001/2003); ou Maria de Nazaré Brabo de Souza (2003/2005), levando em consideração a data de inauguração do Fórum e o prazo legal de publicação do edital licitatório.

Conforme denunciado tempos atrás aqui no blog, o fórum vive em constante processo de reforma, consumindo mais de R$ 3 milhões na construção e subseqüentes quebra-constrói.

A subseção de Marabá da OAB está encaminhando pedido de providências ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Seria interessante, agora, se pelo menos dois dos três desembargadores viessem a público dizer que não tem nada a ver com o barraco armado.