Hiroshi Bogéa On line

Quadrilha armada

No Lago de Tucuruí há um grupo armado até os dentes de pelo menos onze pessoas, percorrendo ilhas, em duas lanchas, na compra de pescados para a Semana Santa. Não são pescadores. Nem atravessadores.

São malfeitores à serviço de atravessadores.

Missão dos verdugos: espalhar medo entre humildes pescadores fornecedores de clientes do Pará. Nos contatos regados a muita cara fechada e ameaças de todo tipo, os malfeitores praticamente os obrigam comercializar a pesca apenas com eles, dizendo que precisam levar para o Maranhão, até o próximo domingo, 16, pelo menos dez caminhões de pescado para faturar na Semana Santa.

Post de 

2 Comentários

  1. Hiroshi Bogéa

    14 de março de 2008 - 18:28 - 18:28
    Reply

    Minha denúncia é feita aqui, parceiro. E os pescadores, contaminados pela insegurança geral,vivem apavorados, pelo isolamento e ausencia de proteção. Duvido se alguma vez alguma diligência já foi feita no lago de Tucuruí para apurar as atrocidades ali praticadas. Todo mundo sabe que nas ilhas do reservatório existem bandidos de todos os naipes: traficantes, pistoleiros, muambeiros, bandoleiros, todo mundo sabe. Só o aparelho protetor da cidadania, esse não.
    A função do jornalista não é estar em porta de delegacia registrando essa ou aquela denúncia levado ao conhecimento das redações. A polícia tem de averiguar, independendente ou nao do tal B.O.
    não concordas?
    Ora, ora, meu!!!!

  2. Anonymous

    14 de março de 2008 - 18:17 - 18:17
    Reply

    Ola, se isso for verdade, porque você não vai até a polícia e faz uma denúncia?!? Ou você está divulgando boato?!? É importante que assuntos como esse sejam levados até as autoridades do município, não concordas?

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *