PT representa contra Mário Couto

Publicado em 29 de junho de 2011

 

O presidente do PT Nacional, Rui Falcão, e os deputados federais Claudio Puty (PT-PA), Beto Faro (PT-PA) e Zé Geraldo (PT-PA) estiveram hoje na Procuradoria Geral da República, onde protocolaram representação contra o senador Mario Couto (PSDB-PA).

Couto é acusado de comandar o grupo responsável por desvios de verbas na Assembleia Legislativa do Pará (Alepa). O pedido de investigação apresentado pelo PT nacional foi baseado no relatório da Comissão Externa da Câmara de Deputados de Acompanhamento das Investigações, coordenada pelo deputado Claudio Puty.

Rui Falcão disse que “ o PT não pode permitir que, diante de tantas denúncias, o Ministério Público deixe de investigar todos os supostos crimes e a existência de quadrilhas organizadas para se apossar de dinheiro público da Assembleia do Pará. Por isso, pedimos a instauração de inquérito e posterior ação penal perante o STF contra o senador Mario Couto”.

 

Fonte: Assessoria Parlamentar

———-

Reação do senador
Por meio de sua assessoria, Mário Couto afirmou que a representação se trata de uma “declaração de guerra; está  mais do que evidente que se trata de uma briga político-partidária do PT contra o PSDB”.

Para Mário Couto, cabe ao Ministério Público e não a partidos pedirem investigação contra parlamentares.