PROS filiou mais de 50 vereadores no Pará

Publicado em 7 de outubro de 2013

 

 

Até às 9 horas desta segunda-feira, 7, o PROS já tinha filiado mais de 50 vereadores.

Dos novos partidos criados, é o que veio à luz com maior tonificação, no Estado.

No fechamento de balanço de quem migrou pra quem, está valendo tudo -,  da canela pra baixo.

Há pressão de todo lado para o “desconvencimento” de que já foi pra legenda.

A estratégia da Executiva provisória  do Partido Republicano da Ordem Social legenda é esperar quarta-feira para a contabilização final.

Em todo o país, o balanço positivo de criação da nova legenda está empolgando seus seguidores.

No Ceará, com exemplo, o Pros filiou mais de mil pessoas desde a última terça-feira, 1º, quando o governador Cid Gomes (ex-PSB) e seu grupo político anunciaram a ida para a nova legenda.

A sigla já nasceu como a maior do Estado.
Além de Cid e do vice-governador Domingos Filho, estão no Pros cinco deputados federais, 11 estaduais, incluindo o presidente da Assembleia Legislativa, José Albuquerque.

O Pros no Ceará tem ainda 276 filiados no Interior, entre prefeitos, vices, secretários municipais, vereadores e suplentes.

A maior bancada da Assembleia Legislativa também é a do Pros.

Na Câmara dos Deputados, são cinco os representantes cearenses do Pros: os quatro que saíram do PSB (Antônio Balhmann, Ariosto Holanda, Domingos Neto e Edson Silva) mais Vicente Arruda, que deixou o PR.

Cid Gomes também levou para o Pros sete de seus secretários estaduais: Danilo Serpa, Arialdo Pinho (Casa Civil), Izolda Cela (Educação), René Barreira (Ciência, Tecnologia e Educação Superior), Ferruccio Feitosa (Especial da Copa), Adail Fontenele (Infraestrutura) e Bismarck Maia (Turismo).