Hiroshi Bogéa On line

Promotores de Justiça de Marabá dizem que notícia publicada no blog é “falsa”

 

Nota encaminhada ao blog,  com assinatura de dez promotores  de Justiça, classifica como “falsa” informação publicada dia 28 de outubro,  dando conta  de problemas de relacionamento entre os membros do Ministério Público de Marabá.

A nota, na íntegra, a seguir publicada:

——————

Os promotores de justiça de marabá, abaixo assinados, em razão da nota publicada em seu blog, no dia 28 de outubro de 2013, intitulada “clima tenso entre os promotores de marabá”, vem solicitar a publicação dos seguintes esclarecimentos sobre os fatos ali noticiados:

1.      A propalada existência de um clima tenso entre os promotores de justiça é falsa. Divergências são fruto de debate franco e respeitoso entres seus membros acerca de ajustes administrativos para os serviços prestados a população;
2.      As licenças das promotoras de justiça daniela dias e liliane de oliveira foram todas deferidas pela administração superior do ministério público, em belém, com base na legislação e devidamente comprovadas mediante atestados médicos.
3.      Do mesmo modo, a dra daniela dias não abandonou o cargo de promotora eleitoral, seu afastamento da função também foi devidamente justificado, documentalmente, perante a administração superior do mp.
4.      Repudiamos integralmente as informações repassadas a este blog porque não representam a verdade, inclusive em relação ao que aconteceu na reunião com o procurador geral.
5.       A divulgação pública de assuntos tratados internamente no ministério público, configura infração funcional inaceitável, sendo fruto de “interesses ocultos e inconfessáveis”, e por se tratarem, em tese, de delito funcional, será apurada pela corregedoria geral do ministério público do estado;
6.      Por fim, ressaltamos que o ministério público de marabá continuará trabalhando em prol de seus objetivos constitucionais, que é a destemida defesa da democracia e da ordem jurídica, e em favor da população marabaense.

JOSÉLIA LEONTINA DE BARROS LOPES
ALINE TAVARES MOREIRA
JULIO CÉSAR SOUSA COSTA
LILIAN VIANA FREIRE
JANE CLEIDE SILVA SOUZA
ALEXSSANDRA MUNIZ MARDEGAN
MAYANNA SILVA DE SOUSA QUEIROZ
CRISTINE MAGELLA SILVA CORREA
HIGÉYA VALENTE DE SOUZA MAGALHÃES
REGINALDO CÉSAR LIMA ÁLVARES

 

——————

Nota do blog:  Com todo o respeito e admiração que temos pelo Ministério Público de Marabá, e consciente do constrangimento que aquele tipo de informação causa à instituição, o blog  mantém o que  está publicado.

Post de 

5 Comentários

  1. sousa

    2 de novembro de 2013 - 11:04 - 11:04
    Reply

    apesar de respeita muito este órgão ministerial mais entendo que os seus membros devem ser melhor fiscalizados….fica a dica…..

  2. João dos Prazeres da Costa

    1 de novembro de 2013 - 19:02 - 19:02
    Reply

    Uma perguntinha: por que as promotoras Daniela Dias e Liliane de Oliveira não assinaram a nota?

  3. Jailson Rodrigues

    31 de outubro de 2013 - 20:53 - 20:53
    Reply

    Esse pessoal além de corporativistas, acham que o povo é burro, e ainda querem intimidar as fontes dos fatos ocorrentes neste MP, brincadeira!

  4. Jesiel Nascimento

    30 de outubro de 2013 - 23:58 - 23:58
    Reply

    Caro Bogea, sempre que posso participo, com comentários, das postagens deste e de outros blogs também excelentíssimos como o seu. Faço isso, cotidianamente, porque acredito no trabalho dos senhores e NÃO acredito na mídia televisiva e impressa do nosso estado que, a meu ver, está “ENROLADA até o pescoço” com políticos, os quais prefiro nem comentar . Sei da idoneidade da maioria dos blogueiros e, de você, em especial; por isso ALGUNS tentam calar os senhores (como se pudessem).
    Agora, ultimamente, tenho visto tanta coisa FEIA dos membros do parquet (amplamente publicizada nos blogs) que, sinceramente, estou decepcionado e questiono se ainda há respeito ao princípio da MORALIDADE nas instituições públicas do Pará.
    Um abraço e parabéns pelo sucesso.

  5. Djalma

    30 de outubro de 2013 - 19:25 - 19:25
    Reply

    Fiquei estarrecido em ver que Marabá dispõe no ministério publico 10 promotores.
    E demais ver o desperdício do imposto que sou obrigado a pagar.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *