Hiroshi Bogéa On line

Professores invadem prédio da prefeitura de Marabá contra corte de 50% do salário de “iluminados”

PMM

 

Grupo de educadores invadiu a sede da prefeitura, na tarde desta segunda-feira, 11, protestando contra o corte de 50%  do salário dos professores denominados de “iluminados”.

Além de invasão de sua sede, a rua da prefeitura que dá acesso ao prédio foi transformada numa grande monturo de pneus queimados (foto).

A prefeitura, através de nota distribuída no início desta noite, esclarece as razões do corte de parte dos salários.

Leiam abaixo:

 

NOTA SOBRE A MANIFESTAÇÃO DE PROFESSORES

Sobre as manifestações ocorridas nesta segunda-feira, 11, as quais resultaram em invasão da sede da Prefeitura de Marabá e queima de pneus nas imediações, a Administração Municipal tem a esclarecer:

1)      Os cortes efetuados nos vencimentos de 1.100 servidores da Educação progredidos ilegalmente pelo PCCR (Plano de Carreira, Cargos e Remunerações), além dos cortes nos vencimentos de 89 servidores que progrediram por meio de documentos sem validade legal reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação), atendendo a solicitação do Ministério Público Estadual (MPE), foram efetuados com base no Decreto Municipal 024/2016.

2)      O Decreto em questão foi editado após estudos efetuados em conjunto com o Sintepp (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará) – Subsede Marabá – que constataram pagamentos irregulares aos 1.100 servidores, que recebiam bem mais do que o devido, em detrimento de 4.039 colegas, graças a manobras que possibilitaram essa vantagem desleal.

3)      O valor bruto da Folha de Pagamento da Secretaria Municipal de Educação (Semed) hoje é em torno de R$ 16,6 milhões. O Fundeb, verba federal destinada à Educação, varia em torno de R$ 12 milhões. A prefeitura complementa mensalmente o restante do valor, mais de R$ 3 milhões. Isso, só para a Folha de Pagamento, sem contar com as outras tantas despesas como: transporte escolar, água, luz e telefone, aluguéis e merenda escolar, inviabilizando o funcionamento da secretaria.

4)      Com essa adequação, a folha bruta cai em R$ 3.437.331,63 mensalmente, e representa, até o final deste ano, uma economia de R$ 24.061.321,41, valor esse que será aplicado no pagamento de dívidas com fornecedores e prestadores de serviços.

5)      Diante do exposto, contamos com a compreensão dos pais dos alunos da rede pública municipal, cidadãos contribuintes, fornecedores e prestadores de serviços que dependem da saúde financeira da Secretaria Municipal de Educação.

6)      Por fim, reafirmamos nosso respeito ao processo democrático do diálogo, à classe de professores e à igualdade de direitos e deveres de todos os servidores.

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Marabá

Post de 

8 Comentários

  1. maria iris coelho

    19 de julho de 2016 - 16:01 - 16:01
    Reply

    Eu nao sou iluminada e tive corte de 75% no meu salario. Não sou golpista, nao trabalho irregular, me formei, paguei com recursos proprios, e fui enganada por este prefeito e que no momento de elaboração do PCCR era vereador, e nos garantia a progresssão automática. Hoje fui violentada brutalemnte com corte em meus vencimentos, Foi um golpe sem precedentes!
    Hoje endividada junto aos bancos, nao tenho como pagar as mesmas contas geradas por emprestimos com altas margem que a prefeitura mesmo deu suas garantias. Agora o recorte é sem perdão. Será que os bancos vao lembrar que so podem retirar ate 30%? E quem vai pagar a diferenção? Alguem comeu o meu queijo.
    Ainda vem uma informação de alguem dizendo:
    PROFESSORES INVADEM PRÉDIO DA PREFEITURA DE MARABÁ CONTRA CORTE DE 50% DO SALÁRIO DE “ILUMINADOS”. Iluminados é uma ***. ou talvez a ***

  2. Djalma Guerra

    18 de julho de 2016 - 15:49 - 15:49
    Reply

    No próximo concurso municipal vou me candidatar para gari e depois que eu entrar vou apresentar meu diploma continuar no cargo de gari mas recebendo como engenheiro e depois para melhorar o salário vou apresentar a pós graduação e o mestrado pois pretendo ser o gari melhor pago do Brasil.

    • André

      25 de julho de 2016 - 14:48 - 14:48
      Reply

      acho q vc deve ser algum “ASPONE” peço encarecidamente p uma pessoa sem noção q nem vc q se ñ tem nada para contribuir se mantenha alheio ao debate permaneça calado na sua insignificância meu querido Djalma, se esse for seu nome mesmo.

  3. André

    17 de julho de 2016 - 10:56 - 10:56
    Reply

    Q pena q as informações dadas por esse prefeito incompetente ñ venham a público de maneira correta, iluminado deve ser ele, sua família e sua corja de amigos q se apropiam do público como se fosse privado. Pois eu fiz 4 anos de graduação em um banco de uma universidade pública (UFPA), prestei concurso público p o cargo de professor do município, me qualifiquei fazendo cursos e me pós-graduei fazendo especialização em minha área em instituição particular regulamentada e regularizada pelo MEC, com dinheiro de meu próprio bolso, sem apoio e incentivo do prefeito, da secretaria de educação ou de qualquer órgão público de Marabá. Com esforços próprios eu me qualifiquei e me aperfeiçoei investindo em minha formação p ser um proficional ainda melhor e depois de tudo isso vê uma pessoa q ñ tem qualificação, competência e nem preparo p estar no lugar q se encontra, subtrair meus vencimentos e me chamar de iluminado e achar q tirar meus direitos é o correto a ser feito p pagar dividas c fornecedores e cobrir o rombo q foi feito no ipasemar por essa gestão incompetende causa uma certa revolta. Pergunto a esse prefeito interino q nem voto recebeu. O q fiz p merecer esse desprezo e desrespeito de um homem q supostamente pertence a uma legenda (PT) q se preocupa com o social e c a classe trabalhadora desse imenso país?

  4. Heldenir Almeida

    13 de julho de 2016 - 14:37 - 14:37
    Reply

    Apesar de tantas justificativas da prefeitura, é como diz o velho ditado: onde há fumaça, há fogo. Tanto mando e desmando, sem planejamento e intempestivamente, só demonstra a Incompetência do prefeito e vice prefeito de Marabá. Estes também não são dignos de Confiança e nem são dignos de voto. Pode ter certeza.

  5. Djalma Guerra

    12 de julho de 2016 - 14:41 - 14:41
    Reply

    Domingos “izorbitante , susmido . Pergunto você trabalha em qual aréa???

  6. Serv público

    12 de julho de 2016 - 07:29 - 7:29
    Reply

    Cadê o pagamento da saúde?

  7. Domingos

    11 de julho de 2016 - 22:20 - 22:20
    Reply

    Esse gestão está querendo pagar salário dos trabalhores rombos com gastos izorbitante e despesas fora do orçamento como o sumisdo dos repasse do ipasemar consignados e outros até onde vamos ter que aguentar desespeito e atos ditatorial desse petista e sua corja

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *