Professores de Marabá lançam livro sobre Educação Especial e histórias de vida

Publicado em 12 de maio de 2014

 

HildeteA partir das 15 horas do dia 22 de maio, ocorrerá o lançamento do livro  “As histórias de todos e de cada uma: construindo um trajeto para a educação especial”, no auditório do Hotel São Bento.

Organizado pela  professora Hildete Pereira dos Anjos (foto), ex- Coordenadora do Campus da Universidade Federal do Pará, em Marabá, a obra é uma produção coletiva que envolveu o Grupo de Estudos e Pesquisas do Núcleo de Educação Especial (do Curso de Pedagogia da então UFPA), a equipe do Departamento de Educação Especial da SEMED e vinte e duas professoras que atuam em salas multifuncionais no município de Marabá.

Segundo Hildete, “o  livro é o relatório final da pesquisa “Histórias de Vidas e Educação Especial” e expressa nossa participação nas atividades de formação do Departamento de Educação Especial nos anos de 2011 e 2012. Durante o ano de 2013 fizemos a sistematização, análise e o trabalho de redação final, que fechamos com o seminário “Histórias de Vida e Educação Especial”, em agosto de 2013”.

À época,  professores propuseram ao então Secretário de Educação do município, Luiz Bressan, a publicação do trabalho como parte das comemorações dos Cem anos de Marabá. “ A SEMED aceitou o desafio, mas todo o processo burocrático de produção do livro fez com que só agora estivesse pronto para lançamento”, relata  Hildete.

No livro, cada professora conta sua história com a educação especial no município; coletivamente, as histórias são analisadas e, em torno delas, tecemos relações com a política nacional de educação inclusiva e com a educação em geral, considerando que é na prática docente que as politicas educacionais ganham substância ou encontram resistências capazes de transformá-las.

Sendo entregue à comunidade nos 101 anos de Marabá, o livro – revela Hildete -, “é também nosso trabalho “de virada”: durante o processo de produção, deixamos de ser UFPA e nos constituímos como UNIFESSPA; nosso grupo de pesquisa passou a se chamar “Dinâmicas Socio-educacionais, Políticas Públicas e Diversidade”,  conectando-se com o programa de Pós-Graduação em Dinâmicas Territoriais e Sociedade.”

Através da  pesquisa, relata Hildete, “passamos a olhar as dinâmicas educacionais que tratam das questões da deficiência como uma questão de direito de todos à educação pública de qualidade, articulando-se com outras lutas das minorias e grupos marginalizados. Tendo sido financiada com recursos públicos, através da SEMED/Marabá, esta edição será distribuída nas bibliotecas e escolas públicas do município”.

O lançamento da obra está sendo aguardada com muita expectativa.

O blog fará a cobertura completa do ato solene.

As histórias