Produção cacaueira e da mandioca continua projetando o Pará na liderança das projeções nacionais

O  cacau e a mandioca continuam sendo as duas culturas do estado com as melhores projeções para este ano, conforme a primeira edição do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de 2022, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

O estudo mostra que o Pará ocupa a primeira colocação no cenário nacional de produção cacaueira com representatividade de 50,68% da produção brasileira.

A mandioca também ocupa o topo do ranking com uma representatividade de 22,47%.

As principais culturas do Pará com relevância em nível nacional são: arroz, banana, cacau, castanha-de-caju, laranja, mandioca, milho, soja e sorgo.

O rendimento médio do cacau por hectare produzido no Pará é maior até que o nacional. Enquanto no Brasil a projeção de janeiro é de 469 quilos por hectare, no Pará ela é de 948 kg/ha.

O levantamento projetado mostra, ainda, que o Pará tem uma liderança absoluta entre os estados da região Norte com uma produção cacaueira de 95,93%.

Já com relação à mandioca, a produção paraense representa aproximadamente 62,94% da produção da região Norte ficando, portanto, em primeiro lugar no ranking regional, com um volume de 4.051.783 toneladas, segundo as projeções para o ano de 2022.