Hiroshi Bogéa On line

Procurador de Justiça do Estado é afastado do cargo

O corregedor nacional do Ministério Público, Rinaldo Reis Lima,  determinou o afastamento cautelar do Procurador de Justiça Ricardo Albuquerque do cargo de Ouvidor-Geral do Ministério Público do Estado do Pará, até o julgamento final do  procedimento instaurado pelo CNMP,

O  procurador afirmou, em áudio vazado ano passado que, “se você for ver sua família duzentos atrás, nenhum de nós trouxe um navio cheio de pessoas da África para ser escravizado aqui no Brasil. E não esqueçam, vocês devem ter estudado história, que o problema da escravidão no Brasil foi porque o índio não gosta de trabalhar. Até hoje”.

À época, o MP-PA repudiou as afirmações de Albuquerque e disse que elas “refletem tão somente a opinião pessoal do referido membro da instituição”.

Informou, também, que tem trabalhado para assegurar a implementação de políticas públicas para garantir às populações negras e indígenas a efetivação da igualdade de oportunidades.

O áudio que vazou foi gravado durante palestra do procurador a estudantes de Direito de uma faculdade particular de Belém.

O tema da conversa era uma comparação entre o Ministério Público brasileiro e seu congênere nos Estados Unidos.

Quem conta em detalhes essa história é a amiga jornalista Franssinete Florenzano, no seu blog consagrado.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *