Hiroshi Bogéa On line

Procedente de Paramaribo, voo trazendo paraenses pousa no início da tarde

Quem informa é a repórter Tainá Cavalcante:

 

O voo previsto com pelo menos 78 passageiros vindo do Suriname, após imbróglio envolvendo governo federal e governo do Estado, pousará em Belém pontualmente às 13h, no aeroporto de Val-de-Cães, confirmaram o governo do Estado, a empresa aérea e as autoridades aeroportuárias.

A chegada ao ao Aeroporto Internacional de Belém do voo da empresa aérea Surinam Airways (SLM) partiu da capital Paramaribo (Suriname) e cumpre trajeto para repatriar brasileiros que estavam fora do Brasil após a decreação da pandemia do novo coronavírus.

Até ontem, do total de 128 lugares disponíveis na aeronave, 78 passageiros já estavam confirmados.

Procurada pela reportagem esta manhã, a empresa aérea disse que não podia dar detalhes sobre o número de pessoas no voo.

Tampouco as autoridades e a empresa confirmam sobre o estado de saúde dos passageiros que chegarão a Belém.

A confirmação da chegada do voo a Belém foi feita esta segunda (30) pelo governador do Pará, Helder Barbalho.

O anúncio do voo já tinha sido feito desde o dia 21 de março, com chegada prevista para o dia 22.

No entanto, foi cancelado motivos imprevistos urgentes e por ação do próprio governo do Estado.

“Fomos informados, nesta tarde (30), que o voo foi novamente validado pelo governo federal e que, amanhã à tarde (31), vai pousar em Belém”, explicou o governador.

Na ocasião do primeiro anúncio, o governo do Estado entrou com medida cautelar, na Justiça Federal, para agir na prevenção a uma possível disseminação de coronavírus, já que não havia informação sobre o estado de saúde dos passageiros.

Na noite do sábado (21), foi divulgada decisão judicial favorável ao Estado.

O governo do Estado procurou a Justiça Federal, por meio da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), para reforçar a liminar.

E pediu, também, que o juiz determine que a União, por meio da Força Aérea Brasileira (FAB) ou outro órgão, faça o transporte das pessoas que não tenham como destino final o Estado do Pará.

No aeroporto, pessoas que partirão de Belém para Paramaribo também já estão no salão de embarque.

Eles pegarão o voo de volta ao Suriname, por volta das 14h.  Eles já se anteciparam e estão em filas. Às 11h30, cerca de cem pessoasjá esperavam pelo voo.

Os voos internacionais pedem, regularmente, que embarques ocorram, duas horas antes das partidas.

O titular da Segup, Ualame Machado, confirmou que estará no aeroporto durante a chegada do voo de Paramaribo a Belém. Ele vai conversar com a imprensa.

“Falei com o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência, informando de que era necessário que o governo federal tomasse providência dos passageiros que não são paraenses, para que encontrem uma solução para que possam ir ao seu destino final”, disse Helder. “O avião cabe 128 passageiros. Dos 78 que já adquiriram passagem, 44 são do Pará. Para os paraenses, vamos verificar se algum tem sintoma. Se tiver, será feito exame imediatamente. Não tem sintoma, irá assinar uma declaração de responsabilidade, estando este obrigado a ficar em casa, em quarentena, independentemente de sintoma e de resultado do exame. Se infringir, será responsabilizado”, alertou o governador.

“Ao passageiros dos outros Estados, por precaução, entramos na Justiça Federal, pedindo que determine ao governo federal que viabilize a logística para que esses passageiros possam garantir o seu traslado. Para não ficarem em Belém. As medidas são preventivas”, acrescentou.

Post de 

0 Comentários

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *