Pró-Carajás leva 6 mil às ruas no 7 de Setembro

Publicado em 7 de setembro de 2011

 

 

Tão logo acabou o desfile oficial de 7 de Setembro em Marabá, o público estimado em 10 mil pessoas ao longo da Avenida Antonio Maia  aguardou para acompanhar a Marcha Pró-Carajás. Segundo a organização eram mais de 6 mil pessoas vestidas com camiseta temática “Carajás, Sim”, portando bandeiras, faixas ou com os rostos pintados de verde e amarelo.

À frente, um carro de som com o jingle que exalta a importância da emancipação do Tapajós e do Carajás para somarem força ao novo Pará.

Conforme o grupo avançava pela avenida, (fotos abaixo)  os populares aderiam à caminhada gritando palavras de ordem como “Um, dois, três, quatro, cinco mil. Queremos Carajás novo estado do Brasil”. Do palanque, as autoridades, como deputados, vereadores e presidentes de entidades acenavam para o grupo emancipacionista.

“Muito bonito. Que bom ver o Carajás nas ruas, as pessoas envolvidas. Agora, sim”, disse empolgada a comerciária Antônia Félix Nunes, que estava no local com os filhos que levou para assistir à Parada da Independência do Brasil.

Desde cedo no evento, portando uma bandeira de 6 metros do Carajás, o presidente da Comissão Brandão, José Soares, era só felicidade ao final da marcha com o resultado da mobilização, que na sua visão foi uma grande demonstração de apoio popular. “Nós mobilizamos essa turma através das empresas de Marabá que querem participar do processo, sabendo o que é bom para todos, das escolas, dos diretores, dos professores. A Comissão Brandão formalmente fez um grande desfile com a Escola ‘Heloísa de Sousa Castro’, coordenada pela sua diretora Norma Suely Filgueira”, disse Soares, feliz também com a participação dos membros da Maçonaria, Lions e Rotary.

Já um dos grandes articuladores da Comissão Municipal Pró-Carajás, o vereador licenciado Miguel Gomes Filho, também comemorou muito a adesão à marcha e estimou que 6 mil pessoas tenham participado trajando camisetas, fora as adesões espontâneas do público.

 

Informação de Patrick Roberto
Comunicação
Comissão Municipal Pró-Carajá