Pro bom senso prevalecer

Publicado em 29 de junho de 2011

 

Do comentarista Cláudio Pinheiro Filho ao post Sem tempo para gaiatices:

 

Parabéns pelo post.

Essa é a verdadeira forma de discussão, o debate deve ser no campo das ideias. Falácias denegrindo a postura política, não se contextualizam no processo emancipacionista. Cabe a nós, separatistas, o convencimento de que é melhor para nossa região o desmembramento.

Vamos parar com essa “baboseira” de que essa é uma luta de politico “A” x politico “B”. Giovanni Queiroz e Asdrubal, não são os donos, nem mesmo serão os mandatários desse estado. Caberá ao povo essa decisão. Bem como, o secretário, Zenaldo Coutinho, nao é, nunca foi e jamais se apropiará do estado paraense -Desculpem o pleonasmo- o povo decide seus governantes. Essa não é uma guerra civil, é apenas um direito constituinte que uma localidade tem de se manisfestar. O plebiscito serve exatamente para isso, para que eu, você e todos os envolvidos, no momento do voto, façamos a melhor escolha, fundamentada nas informações obtidas durante o processo.

Mais uma vez parabéns, Hiroshi! Há muito havia notado esse desvirtuamento no debate.